Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco trabalha aspectos fsicos

Rosa Napoleo - 16 de Agosto, 2016

Seleco Nacional de judo, iniciaram com trabalhos de preparao

Fotografia: Dombele Bernardo

Depois dos exames escolares, os integrantes da Selecção Nacional de judo deram inicio ontem aos trabalhos de preparação, no ginásio do clube da Terra Nova, município do Rangel. O primeiro dia de treino do grupo que vai representar o país nos Jogos da SADC, em Dezembro,  em Luanda, registou apenas as avaliações físicas, para a recuperação dos atletas. Para hoje os convocados dos técnicos Yuri Paim e Hélder Camindo vão  trabalhar os aspectos específicos de aprimoramento das técnicas, com algumas sessões.

Do conjunto composto por vinte e dois atletas, quatro estão nas províncias de Benguela (1) e Huambo (3), a trabalhar nos seus clubes, até a chamada para Luanda. N'zinga Paulo, secretário-geral da Federação Angolana de Judo que auxilia no treinamento dos convocados, disse em declarações ao Jornal dos Desportos, que os trabalhos começaram sem sobressaltos.

"Nós levamos a prior os atletas a fazerem os exercícios físicos para a recuperação antes de qualquer carga técnica. Como o grupo observa a pausa pedagógica, vão trabalhar estas duas semanas juntos. Quando retomarem as aulas faremos dois grupos, os que estudam de manhã treinarão a tarde no Clube Desportivo do Guedan, ao passo que os judocas que estudam de tarde estarão as manhãs no clube da Terra Nova", disse. O dirigente aclarou que o grupo já vem à selecção com a carga necessária dos seus clubes, pelo que, a preparação será baseada apenas no aprimoramento das técnicas já revistas.

"Nós apenas faremos os aprimoramentos e aperfeiçoamentos das técnicas que eles já trabalharam ao longo das épocas, nos seus respectivos clubes.Isso para que consigam se enquadra e mostrar na competição aquilo que aprenderam, consumando com bons resultados". Os objectivos do conjunto nacional nos Jogos da SADC passam pela superação das três medalhas de ouro alcançadas na edição passada, no Botswana, por intermédio dos judocas Mário Bentecoul -60 kg,  Jonathan Kiala -73 kg e Décio Ferreira -73 kg.            

CONGRESSO DO MPLA
Uíge alberga maratona desportiva


As academias de artes marciais nas modalidades de karaté dó, Box, Capoeira, Judo, Taekwo-dó e Jiu Jitsu, filiadas na direcção provincial da Juventude e Desportos do Uíge, participaram sábado, nesta cidade, numa "Maratona Desportiva", promovida pelo Comité Municipal do MPLA, em saudação ao VII Congresso Ordinário do partido, a decorrer de 17 a 20 do corrente mês.

O evento, que contou com a participação de atletas de diferentes academias sedeadas na cidade do Uíge, visou igualmente apoiar a candidatura do militante José Eduardo dos Santos, a Presidência do Partido, bem como reconhecer o papel que as academias de artes marciais têm vindo a desempenhar na ocupação dos tempos livres da juventude tirando-a da delinquência.  


Durante a actividade, os atletas das diversas modalidades de lutas apresentaram as suas habilidades com demonstrações e no fim os responsáveis das escolas receberam moções de reconhecimento entregues pelo primeiro secretário municipal do MPLA do Uíge, Carlos Alberto David.Na ocasião, Carlos Alberto David agradeceu a associação provincial dos desportos de combate pelo espírito de unidade na congregação de vários jovens.

Afirmou ter sido mostrado a nível do governo provincial, da direcção da Juventude e desportos e da associação dos desportos de combate um espírito unitário, que visa buscar toda franja da sociedade e uni-la em torno de um conjunto de profissionais que irão dar frutos não apenas a nível da província, mas também do país em geral.

Pediu aos jovens associados no desporto de combate a nível das academias para continuarem a praticar as modalidades por formas a dignificarem a província do Uíge e cumprir-se com o objectivo do desporto a julgar pela importância que reveste para à saúde humana, referindo ser através do desporto que os jovens que ainda se comportam mal, enveredando pelo vandalismo vão poder congregar-se no combate a delinquência no seio da juventude.

O político garantiu que o comité municipal do MPLA do Uíge vai continuar a distinguir com moções de reconhecimento as academias de artes marciais bem estruturadas existentes na província, por estarem a contribuir na ocupação dos tempos livres dos jovens, tirando-os da delinquência juvenil e do vandalismo.Participaram do certame, membros do comité municipal do Uíge do MPLA, da direcção provincial da Juventude e desportos, da administração municipal, dirigentes das academias e atletas das variadas modalidades filiadas na associação provincial dos desportos de combate, respectivamente.