Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Senhoras animam gala mundial

Silva Cacuti - 12 de Fevereiro, 2015

Tony Quicanga conheceu ontem o seu adversário George Aduashvili para o combate de sábado

Fotografia: Jornal dos Desportos

A disputa de um combate feminino e a demonstração infantil são as novidades do programa da gala de atribuição dos títulos mundiais dos meios-pesados (79,9 Kg), das versões do Conselho Universal de Boxe (UBC) e do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Gaspar Guedes, promotor da gala, anunciou os itens ontem, durante a conferência de imprensa de apresentação da gala, realizada no auditório da Galeria dos Desportos.No evento principal, Tony Kicanga, detentor do título mundial da UBC, vai lutar com o georgiano George Aduashvili.

No combate feminino estão inscritas Liliana André, do Interclube, e Luzolo Cristina, do África Golf 2, da categoria dos 64 kg. Duas atletas que se conhecem bem e começam a habituar-se. Liliana André, considerada pela Faboxe a melhor pugilista da época passada, é a favorita.Além do combate feminino, a gala vai ser animada pelo combate profissional entre David Massiala e Miguel Camawete, para os 76 kg. Outros dois combates entre pugilistas olímpicos estão também agendados. Antes dos combates, a promotora agendou igualmente uma sessão de demonstrações de boxe infantil.

Gaspar Guedes assegurou que as condições estão criadas, em Malanje, graças ao envolvimento do Governo Provincial nos aspectos relacionados com a logística, segurança policial e alojamento das caravanas oficiais.Tony Kicanga, de 41 anos, vem de três combates vitoriosos, num registo de 17 vitórias, 20 derrotas, dois empates e um combate nulo. O último combate de Kicanga foi em 27 de Abril de 2013, no Complexo de Ténis da Maia, Porto, Portugal, diante do romeno Rafael Chiruta, a quem venceu por KO ao sexto assalto de um combate que previa 12. Além de Angola e Portugal, o angolano disputou combates na Colômbia, Bósnia Herzegovina, Espanha, França, Suíça, Itália, Alemanha e Dinamarca.

O georgiano George Aduashvili, de 33 anos, soma cinco vitórias consecutivas e um registo de 17 vitórias, dez derrotas e um empate. O seu último combate foi disputado a 4 de Outubro de 2014, no seu país, quando defrontou o compatriota George Makishvili, a quem venceu, aos pontos, após combate de seis assaltos.  Dados disponíveis na imprensa internacional apontam que o georgiano vem lutar em África pela primeira vez e, provavelmente, a terceira fora do país natal. Em 2009, disputou um combate no Reino Unido e, em 2010, na Bielorússia. Aduashvili perdeu os combates ns duas vezes que combateu fora da Geórgia.