Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Serena conquista o hexa

09 de Setembro, 2014

Serena igualou a lista das melhores tenistas de sempre e Navratilova e Chris Evert fizeram questão de homenagear a campeã

Fotografia: AFP

A norte-americana Serena Williams venceu o US Open de ténis, em Nova Iorque, bateu na final de domingo a dinamarquesa Caroline Wozniacki em dois “sets”, com  parciais de 6-3 e 6-3.A líder do “ranking” WTA com quase 33 anos foi dominadora no encontro, em apenas uma hora e um quarto de jogo, somou no Arthur Ashe Stadium, o seu sexto título individual no US Open. Ao ganhar pela 18ª vez a final de um dos quatro grandes torneios, igualou na lista de sempre as norte-americanas Martina Navratilova e Chris Evert que estiveram no final do jogo para homenagear a campeã.

Em termos de “era” Open fica a quatro títulos do recorde de profissionais da alemã Steffi Graaf. Com mais títulos do que Serena estão também os 19 títulos da norte-americana Helen Wills Moody nos anos 20 e a australiana Margaret Court com 24 títulos  nos anos 60 e 70.Iguala também o número de vitórias de Evert em Flushing Meadows, com uma particularidade: consegue  a maior diferença entre o primeiro título e o sexto, 15 anos.Wozniacki uma antiga número um do mundo tem um historial muito menos impressionante, não conseguiu  sequer uma vitória em Grand Slams. O melhor foi a final perdida, em Nova Iorque, em 2009 contra a belga Kim Clijters.

A dinamarquesa não entregou o jogo em nenhum momento e fez mesmo dois “breaks” no primeiro “set”, só que a adversária foi sempre mais forte.Mesmo no segundo “set”, perdido mais rapidamente (35 minutos contra 40), chegou a obrigar a uma intensa troca de bolas, que chegou a 26, quando já perdia por 5-3. Com sete ases contra três, Serena foi mais forte fisicamente, com as suas pancadas a atingirem aos 190 km/hora, bem acima da adversária.

“É um prazer para mim ganhar o meu primeiro Grand Slam [do ano] aqui, e o número 18. Não podia desejar fazê-lo em melhor sítio”, disse no final Serena  e prosseguiu: “parabéns à Caroline, ela sabe as batalhas por que passei. Ela é uma excelente pessoa e uma grande amiga, comunicámos sempre. Vais ganhar um Grand Slam em breve”.Wozniacki não contestou minimamente a justeza da sua derrota: “Serena, mereces isto. Jogaste melhor do que eu hoje e mereces ser a campeã”, disse. “Para mim, és uma inspiração, dentro e fora do campo. És uma inacreditável campeã e uma grande amiga, hoje és tu que pagas as bebidas”, prosseguiu. Mesmo perdendo a final de Flushing Meadows, Wozniacki somou os pontos suficientes para no próximo “ranking” progredir de 11ª  para nona do mundo.

us open
Gémeos Bryan
vencem em pares


Os gémeos norte-americanos Bob e Mike Bryan ganharam domingo a prova de pares do US Open de ténis, atingiram o centésimo título das suas carreiras profissionais.No Arthur Ashe Stadium em Nova Iorque, a melhor dupla de ténis do mundo ganhou aos espanhóis Marcel Granollers e Marc López (11ºs cabeças de série) por 6-3 e 6-4.Os irmãos Bryan atingem o invulgar número de 100 vitórias em torneio, das quais 16 em torneios de Grand Slam, cinco no US Open.

Com esta vitória em Flushing Meadows arrecadam 520 mil dólares e 2.000 pontos para a classificação mundial de pares. Granollers e López procuravam imitar o triunfo espanhol de Sergio Casal e Emilio Sánchez en 1988, recebem 250 mil dólares e 1.000 pontos ATP.  A partida durou apenas uma hora e 19 minutos, teve na excelência do serviço dos Bryan a chave do sucesso já que não perderam nenhum. Granollers no primeiro “set”,e López no segundo, permitiram “breaks”.