Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Serena Williams evita falar de casamento e da política

18 de Janeiro, 2017

Serena Williams

Fotografia: AFP

Depois de anunciar no fim do ano passado que vai casar-se, Serena Williams prefere tratar do assunto de maneira reservada. Após a primeira partida no Open da Austrália, a norte-americana afirmou que só vai pensar nos preparativos depois do torneio.

"Realmente não pensei muito nisso e nem vou pensar até o fim do torneio", disse Serena que aceitou o pedido de casamento do co -fundador da rede social Reddit Alexis Ohanian.

"Em Fevereiro, vou começar a olhar para um quadro mais amplo da minha vida. Agora, estou  focada no torneio. Isso é tudo o que posso pensar", acrescentou a norte-americana, que tem 35 anos, dois a mais que o seu noivo. Nos últimos anos, Serena tornou-se uma voz muito actuante nas lutas por direitos das mulheres e dos negros nos Estados Unidos. Até por isso demonstra uma preocupação com eventuais retrocessos, agora, que Barack Obama vai deixar a presidência para dar lugar a Donald Trump.

"É uma preocupação para todos. Queremos ter a certeza de que vamos sempre a avançar e que todos tenham direitos iguais. É sempre bom se sensibilizar com isso e não queremos que essas mudanças párem", disse a tenista.

A norte-americana não quis dar continuidade à discussão política, quando perguntada se tem medo do que possa acontecer nos próximos quatro anos com a nova Administração do seu país. "Não vou falar. Não tenho nenhum comentário sobre isso", respondeu.

Sobre a actuação na vitória por 6/4 e 6/3, contra a suíça Belinda Bencic, Serena sai de quadra satisfeita, mesmo com a reacção da jovem rival de 19 anos no final da partida.

"Apenas não fui tão agressiva durante aqueles jogos, como era antes. Comecei a jogar melhor. Cometi erros em alguns pontos-chave, mas na maior parte ainda estava a definir tudo e fui capaz de fechar o jogo", comentou a vice-líder do ranking, que perdeu o último duelo contra Bencic, em Toronto-2015.

"Venceu-me no Canadá, na última vez que jogámos, mas  não me lembro muito sobre aquele jogo. O que me lembro é que Bencic jogou muito bem", completou a norte-americana que enfrenta a tcheca Lucie Safarova.