Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Serena Williams fora do Masters

19 de Outubro, 2016

Lesões ainda apoquentam a tenista norte-americana Serena Williams

Fotografia: AFP

A tenista norte-americana Serena Williams, que há um mês perdeu a liderança do ‘ranking’ mundial para alemã Angelique Kerber, anunciou que vai falhar o Masters feminino, prova que reúne anualmente as oito melhores da época.

“Olá a todos, em Singapura. Estou realmente muito triste por não poder disputar o Masters. Está a ser um ano muito difícil, por causa dos problemas nos ombros. O meu médico insiste que permaneça em casa a recuperar do problema”, justificou a norte-americana numa nota publicada no twitter oficial do WTA.

A campeã de 22 ‘Grand Slam’ abdicou de dois torneios na China depois de eliminada nas meias-finais do Open dos Estados Unidos, quarto e último ‘major’ do ano.

Foi a eliminação em Nova Iorque que desalojou a norte-americana da liderança do ‘ranking’, que ocupava há 186 semanas consecutivas.
Este ano, Williams venceu um torneio do ‘Grand Slam’, em Wimbledon, depois disso ficou bastante condicionada devido aos problemas nos ombros, que comprometeram um dos seus grandes objectivos do ano: conquistar a quinta medalha de ouro olímpica nos Jogos Rio2016 (foi eliminada logo na terceira ronda).

KYRGIOS
O tenista australiano Nick Kyrgios finalista vencido do Estoril Open de 2015, vai ter de ser seguido por um psicólogo ou vai ficar afastado dos ‘courts’ durante oito semanas, anunciou na segunda-feira o ATP.

Em causa está o comportamento durante o Masters 1000 de Xangai, na última semana, num encontro frente ao alemão Mischa Zverev (derrota por 6-3 e 6-1), em que perdeu pontos propositadamente, serviu de forma peculiar e discutiu com os adeptos,  abandonou o campo sob um forte coro de assobios.

“A conduta do Nick Kyrgios, em Xangai, foi inaceitável e desrespeitosa para a modalidade e para os seus adeptos”, disse o director executivo do circuito ATP, Chris Kermode.

Inicialmente, a organização multou o tenista de 21 anos em 16.500 dólares (15.000 euros), mas na segunda-feira decidiu aumentar o valor em mais 25.000 dólares (22.700 euros) e aplicar uma pena de oito semanas de suspensão, por tê-lo julgado culpado de pôr em causa a integridade do circuito e da modalidade.

“A suspensão será reduzida para três semanas se o jogador concordar em cumprir um plano, de ser seguido por um psicólogo desportivo”, lê-se num comunicado da ATP.

Certo é que Kyrgios no ano passado já foi suspenso por um mês, devido a comentários que fez sobre o suíço Stanislas Wawrinka, está proibido de competir até 07 de Novembro.