Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Serena Williams sofre mas vence Zvonareva

23 de Janeiro, 2015

Serena Williams sofre mas vence Zvonareva

Fotografia: AFP

Depois de muito sofrimento no primeiro set, a número um do mundo embalou no segundo parcial e garantiu classificação à terceira rodada do Open da Austrália com 2 a 0, parciais de 7/5 e 6/0.

Zvonareva complicou Serena com um jogo que tirou a norte-americana da sua zona de conforto ao obrigá-la a movimentar-se bastante no fundo da quadra. A estratégia deu certo por quase todo o primeiro set e a russa chegou a ter 5/3. No fecho do parcial, no entanto, diminuiu a sua agressividade e permitiu que a líder do ranking mundial se recuperasse. A caçula das irmãs Williams jogou com mais tranquilidade o segundo parcial diante de Zvonareva, que já foi vice-líder da lista da WTA. A tenista russa caiu no ranking mundial por causa de uma grave lesão no ombro que a deixou afastada das quadras entre os Jogos Olímpicos de Londres 2012 e Dezembro de 2013 e durante grande parte da temporada de 2014.

Confortável na quadra, Serena Williams impôs o seu estilo de jogo sobre Zvonareva sem problemas e levou o segundo set no ritmo que quis. Em 27 minutos, aplicou 6/0 e garantiu classificação à terceira rodada do Open da Austrália.


Nadal sobrevivente


Rafael Nadal protagonizou o encontro mais longo, emocionante e dramático da segunda ronda do Open da Austrália, marcada pela qualificação inédita do português João Sousa para a terceira eliminatória.

Frente ao norte-americano Tim Smyczek, Nadal precisou de quatro horas e 12 minutos para garantir a vitória com os parciais de 6-2, 3-6, 6-7 (2-7), 6-3 e 7-5.
Com dificuldades físicas evidentes, sobretudo ao longo do terceiro “set”,  durante o qual foi assistido pelo médico do torneio, Nadal, que cometeu 53 erros não forçados, terminou o encontro quase desidratado e recorreu a toalhas geladas para se refrescar.

Campeão em Melbourne em 2009, o número três mundial vai encontrar na próxima ronda o israelita Dudi Sela, que se impôs ao checo Lukas Rosol.
“Depois de um período de sete meses sem competir e com poucas partidas jogadas, hoje foi difícil. Senti-me muito cansado logo depois do primeiro 'set' e a humidade também prejudicou”, afirmou Nadal, antes de dar os parabéns ao adversário.

Entre os principais favoritos, o suíço Roger Federer, segundo cabeça de série, impôs-se ao italiano Simone Bolelli, por 3-6, 6-3, 6-2 e 6-2, enquanto Murray derrotou o australiano Marinko Matosevic, por 6-1, 6-3 e 6-2.