Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sesses de treino agitam Gamek

Helder Jeremias - 08 de Junho, 2019

Emoes voltam a animar circuito Jorge Varela

Fotografia: Alberto Pedro | Edies Novembro

As primeiras sessões de treinos livres para a segunda jornada do Campeonato Provincial de Luanda de Motocross, agendada para o dia 15 do corrente, acontece hoje no circuito Jorge Varela ao bairro do Gamek, imediações entre o Morro Bento e o Talatona. Os pilotos das classes de 150cc, 250cc e 450cc vão apurar a confiabilidade técnica das máquinas.

Depois de um arranque tímido no dia 25 do mês transacto, a expectativa reside no despique entre os concorrentes. Na estreia, apenas quatro concorrentes animaram o público nas duas mangas da cada classe. Alfredo Chilola, Etelvino Sebastião, Augusto Congo e Garcia Silva são alguns nomes que esperam a concorrência de outros pilotos da classe 250cc.

A Comissão de Gestão liderada por Carlos Moreira trabalha com os parceiros no sentido de proporcionar "toda a ajuda possível aos pilotos e às equipas" para que superam as necessidades prementes.

Nas categoria dos 150cc e moto 4, a expectativa é ainda maior, segundo fez saber Carlos Moreira. A Comissão de Gestão foi contactada por personalidades singulares detentoras de motorizadas e meios técnicos suficientes para constituir equipas. É uma oportunidade para alguns jovens talentosos, afastados das competições devido à inexistência de uma estrutura competente.

O Jornal dos Desportos apurou que o piloto do Team Tranchipeta, Fernas Baptista, depois de ter vencido a jornada inaugural com 40 pontos, seguido do agora individual, Zé Cazenga, com 37, efectua um programa de preparação física e técnica na cidade do Lobito. A chegada à capital do país está prevista para o dia 14. Tem como objectivo obter o segundo triunfo da época.

Detentor de dois títulos do Campeonato Angolano de Motocross e actual vice-campeão de motocross de Luanda, Fernas Baptista justificou a ambição de obter a titularidade do campeonato luandense com uma performance de encher os olhos no duelo directo com o craque do espectáculo sobre rodas, Zé Cazenga.

Ao serviço do Team Orbel, Zé Cazenga, também conhecido como Zé Ponta, depois de ter superado uma lesão na região entre a bacia e o fémur, regressou em grande estilo na época transacta. O terceiro lugar na classificação geral espelha a performance num campeonato vencido pelo namibiano Ruhan Gous, do Team Dinamith.

Desprovido de uma equipa de dimensão provincial, Zé Cazenga ainda responde pelos nomes mais sonantes da modalidade. A forte réplica dada ao seu adversário, não obstante ter tomado contacto com a motorizada a menos de 48 horas antes da prova, justifica a alta competitividade.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, ambos pilotos evidenciaram o desejo de proporcionar bons momentos de motocross ao público amante. Não escondem o desejo da consagração na categoria rainha.