Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sharapova quer o título

20 de Janeiro, 2015

Tenista russa pretende vencer o Aberto da Austrália para voltar a liderança do ranking mundial que pertence a Serena Wiilians

Fotografia: AFP

A tenista norte-americana Serena Williams ocupa a primeira posição do ranking mundial desde 2013 e a russa Maria Sharapova não gosta nada disso. A número 2 do mundo tem no Aberto da Austrália a oportunidade de recuperar o posto mais elevado do ténis, que não lhe pertence desde 2005.

Para conquistar o feito, a musa russa terá de ao menos chegar à final e torcer para Serena cair antes das semifinais, além de não poder perder para a checa Petra Kvitova (4ª) na final.

O outro caminho é vencer pela segunda vez o Aberto da Austrália e torcer para a norte-americana ser derrotada antes da final. O vice-campeonato garante Williams no topo do ranking.

"Eu sou a número 2 do mundo. Eu tive uma grande temporada o ano passado, vencendo um Grand Slam (Roland Garros). Há várias tenistas que têm a oportunidade de vencer este torneio, e com certeza eu sou uma delas", declarou Sharapova.

"Toda jogadora trabalha arduamente para ser a número 1. E é claro que estou determinada a ser. Mas para fazer isso você precisa vencer mais jogos do que a pessoa que é a número 1 (Serena Williams). Então, essa é a meta definitivamente", contou a russa.
Maria Sharapova estriou-se ontem na quadra rápida australiana diante da croata Petra Martic, 184ª colocada no ranking mundial.

Djokovic assume
favoritismo


O tenista Novak Djokovic, número 1 do mundo, declarou domingo que está pronto para reconquistar o título do Aberto da Austrália, torneio que começou ontem e que o sérvio venceu quatro vezes, três de maneira consecutiva (2011-2013).

"Minhas vitórias em Melbourne me dão confiança e me permitem pensar que posso chegar longe na competição. Tive dias difíceis, mas os superei. Estou pronto para o Aberto da Austrália", declarou 'Djoko' em colectiva de imprensa, inicialmente prevista para sábado, mas que foi adiada após o sérvio passar mal.
Apenas um jogador, o australiano Roy Emerson, ganhou o primeiro Grand Slam do ano mais vezes que Djokovic. O lendário ex-tenista local ergueu o troféu em seis edições.

O sérvio completará em Melbourne dez anos de carreira. Em 2005, aos 17 anos, Djokovic só conseguiu vencer três games na primeira rodada contra o russo Marat Safin, campeão daquele ano.

"Não fiquei muito tempo em quadra (1 hora e 14 minutos), mas aproveitei cada momento", lembrou.
Djokovic estreia hoje na competição contra o esloveno Aljaz Bedene (116º), que veio do Qualifying e que chegou à final do recente Torneio de Chennai, na Índia, onde perdeu para o suíço Stan Wawrinka.

"Vi um pouco da semifinal em Chennai. É um bom jogador de fundo de quadra, com um belo backhand de duas mãos. Tenho certeza que estará muito motivado por jogar na quadra central", elogiou Djokovic, que enfrentará Bedene pela primeira vez.

EM MELBOURNE
Sharapova
bate croata


Embora não tenha apresentado o seu melhor ténis, a russa Maria Sharapova venceu na sua estreia no Open da Austrália. A número dois do ranking mundial eliminou a croata Petra Martic por dois sets a zero, com parciais de 6/4 e 6/1, em 1h25min de partida.

Com 13 erros não forçados no primeiro set, a musa russa não escondeu a ansiedade comum para uma estreia de Grand Slam. Mesmo assim, dominou o fundo da quadra e conseguiu uma quebra no sexto game. Ao sacar em 5/3 para fechar a parcial, Maria Sharapova voltou a falhar e colocou Martic de volta no jogo. No entanto, em seguida, a cabeça de série dois conquistou nova quebra e venceu o set.

O segundo set foi o avesso. Mais solta, Maria Sharapova manteve-se no fundo da quadra e abusou das pancadas. A russa registou dez winners e 35 bolas vencedoras, contra cinco e 25 de Martic. O resultado disso: mais duas quebras e vitória na estreia.

A russa de 1,88m volta agora as suas atenções para a segunda ronda do Grand Slam australiano, onde mede forças com a compatriota Alexandra Panova, que avançou ao derrotar a romena Sorana Cirstea, com direito a pneu, em 7/5 e 6/0.

Dona de cinco títulos de Grand Slam, Maria Sharapova conquistou o Open da Austrália uma única vez, em 2008, ao vencer a sérvia Ana Ivanovic na final. A tenista de 27 anos está confiante pelo título do Premier de Brisbane, conquistado há duas semanas.