Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Silncio da Associao inquieta os pilotos

Helder Jeremias - 07 de Março, 2019

Pilotos angolanos homenageiam Z Cazenga

Fotografia: Edies Novembro

A direcção da Associação Provincial de Motocross de Luanda e os associados estão de costas viradas por ineficiência de comunicação. Dois meses são passados e a equipa de Carlos Soweto ainda não apresentou qualquer programa para a época desportiva de 2019. O silêncio a que se remeteu incomoda os prosélitos dos desportos de duas rodas.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, os amantes do espectáculo sobre rodas exteriorizaram a preocupação face ao silêncio da Associação que se \"demitiu\" das obrigações para o ano corrente. Zé Cazenga revelou que tem sido contactado por uma franja que vê em si \"uma luz no túnel\" para salvar o motocross. Assegurou que contactou \"sem sucesso\" Carlos Soweto para encontrar as melhores formas de debelar a crise.
\"O motocross é uma modalidade estimada por muitas pessoas. Daí, somos solicitado com grande frequência para informar sobre a possível data do arranque da época 2019. Já procurei falar com o presidente da Associação, mas fui mal sucedido. Não atende as chamadas telefónicas de ninguém\", disse.
O Jornal dos Desportos apurou dos associados que as críticas condições económicas podem estar na base da mudez da Associação. Ante a situação, as motos de 150cc e de 250cc roncam no próximo domingo, no circuito Jorge Varela, em alusão a mais um aniversário natalício de Zé Cazenga a celebrar-se amanhã.
Forjado pelo veterano Roberto Talaia e o finado Jorge Varela “Jorginho”, Zé Cazenga é um jovem inconformado com o mau momento do motocross. Esmera-se para a homenagem.
\"Já temos em nossa posse os troféus e os recursos para a obtenção de combustíveis destinados aos pilotos participantes. Também temos a garantia das máquinas que vão fazer a manutenção do circuito e de outros apoios de entidades singulares e colectivas sensibilizados para o desporto\", frisou.
Detentor de oito títulos do campeonato provincial de Luanda na categoria de 250cc,  Zé Cazenga está atarefado na coordenação das questões técnicas e administrativas da prova, que vem colmatar o vazio constatado no calendário de competições de 2019 da Associação provincial de Luanda.
\"Estamos a trabalhar neste projecto para ajudar a manter a modalidade no activo e vamos estar disponíveis para trabalhar naquilo que for preciso”, garantiu Zé Cazenga.
O Jornal dos Desportos tentou contactar Carlos Soweto para se inteirar sobre as razões da não realização da Assembleia Geral, mas o telefone foi desligado momentos depois de chamar. Assim se confirmaram as palavras de Zé Cazenga: \"Não atende as chamadas telefónicas”.
A crise de motocross estende-se para além da Associação Provincial de Luanda. O Campeonato Angolano da modalidade não faz parte do calendário de competições de 2019 da Federação Angolana de Desportos Motorizados por razões financeiras, dois anos depois da estreia, segundo Orlado Almeida, presidente adjunto da instituição.