Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Silva promete massificação nas escolas

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 20 de Junho, 2016

Presidente cessante da Federação de Ténis prometeu levar a modalidade a mais escolas

Fotografia: Arimateia Baptista

Em campanha para as eleições dos corpos sociais da Federação Angolana de Ténis, previsto para 1 de Outubro, o presidente de direcção cessante trabalhou na cidade de Lubango, província da Huíla, na última semana. Matias Castro da Silva prometeu apresentar um projecto de massificação de ténis junto das instituições do I e II Ciclo do ensino geral em todo o país.

O presidente cessante justificou que o projecto visa criar as bases sólidas de sustentação nos escalões de formação (sub-10, sub-12, sub-13, sub-14 e sub-16) para melhoria da performance nas competições nacionais e internacionais.

Matias Castro da Silva assegurou que o projecto conta com a coordenação do Ministério da Educação e vai envolver mais petizes à prática do ténis. O programa de massificação em curso nas escolas ainda não satisfaz os objectivos da FAT, segundo Matias Castro da Silva.

"Nesse momento, a massificação nas escolas ainda não satisfaz os nossos intentos. No entanto, estamos a trabalhar para estabelecer as coordenações necessárias com as escolas no sentido de estendê-las a demais instituições de ensino", disse.

Matias Castro da Silva assegurou que o nível do ténis praticado no país é satisfatório, porém, é preciso que se faça um pouco mais de esforço para aumentar o número de praticantes.

O ténis é praticado actualmente em sete províncias, mormente, Luanda, Cabinda, Huíla, Namibe, Lunda Norte, Malanje (embora com algumas dificuldades) e Uige.

PROGRAMA
Matias da Silva
exalta dirigentes


Os níveis de desenvolvimento da massificação do ténis na província da Huíla mereceram a boa apreciação do presidente cessante da Federação Angolana de Ténis, Matias Castro da Silva, que se encontra em campanha na região Sul para as eleições de 1 de Outubro.

Depois de testemunhar o torneio de massificação do ténis, em alusão ao Dia Internacional da Criança e Dia da Criança Africana, celebrados a 1 e 16 do corrente, no Lubango, Matias Castro da Silva destacou o empenho das pessoas ligadas à modalidade, sobretudo, os dirigentes da Associação e de diferentes clubes, no crescimento do ténis.

“Estou bastante satisfeito com o nível de massificação do ténis na província da Huíla. Tem havido um grande empenho das pessoas ligadas à modalidade, sobretudo, os dirigentes da associação provincial e dos clubes no crescimento do ténis”, enalteceu. 

A realização do torneio com mais de 100 petizes com idades compreendidas entre 8 e 15 anos, promovida pela Associação Provincial da Huíla, constitui "mais-valia", segundo Matias Castro. Para o dirigente, as iniciativas do género é esperada em todos os clubes e associações para que o ténis continue a crescer.

"É assim que os clubes devem trabalhar e prestar maior atenção às nossas crianças com a organização de actividades competitivas", disse.
Matias Castro da Silva manifestou a preocupação da insuficiência de material desportivo. O dirigente reconheceu que a Huíla tem a falta de material por absorver grande número de crianças.

“Vamos trabalhar no sentido de aumentar o material desportivo a fim de possibilitar a integração dos nossos petizes no processo de aprendizagem com mais qualidade na Huíla", prometeu.

A formação contínua de dirigentes, aquisição de material desportivo e a criação de infra-estruturas constam do programa eleitoral de Matias Castro da Silva.
GH