Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Silva promete título para Jair Transportes

Álvaro Alexandre - 21 de Junho, 2016

Campeonatos Nacionais Unificados de Ciclismo

Fotografia: Jornal dos Desportos

O ciclista Igor Silva  veste a camisola da equipa Jair Transportes de Benguela, nos Campeonatos Nacionais Unificados de Ciclismo de Estrada, a decorrer de 23 a 26 do corrente, na província do Uíge. Após conquistar cinco títulos pela formação do Benfica de Luanda, o corredor almeja brindar a Jair Transportes de Benguela, com o troféu de campeão nacional.

O ciclista de Benguela  já brilhou nas estradas do país, com realce para a Volta a Angola em Bicicleta, disputada no ano passado, em que foi o grande vencedor, garantiu ao Jornal dos Desportos que tudo vai fazer para glorificar a equipa da província natal.

"O Benfica é sempre Benfica. Não ignoramos que é uma grande equipa e com Igor ou sem ele, é uma séria candidata. A Jair reforçada comigo e pelo meu irmão Walter Silva tem responsabilidades acrescidas.  Tudo vamos fazer para vencermos o nacional por equipas", assegurou.

Com a saída dos irmãos Silva os benfiquistas vão tentar o cunho das vitórias apostando em Bruno Araújo, que também está a militar na equipa profissional da Sicasal de Portugal, e de Dário António, vice campeão nacional. "Acredito que está superado o deficit provocado com a saída do Igor Silva e Walter Silva. Para o Nacional do Uíge investimos na preparação do Bruno e do Dário. Estes dois ciclistas têm qualidades inquestionáveis e vão impulsionar os companheiros para o título", disse Carlos Araújo,  director técnico do Benfica de Luanda.

O campeonato unificado vai serdisputado pelos ciclistas do Benfica de Luanda, Santos Futebol Clube, Jair Transportes de Benguela, Escola Macovi, Núcleo do Cazenga, ACT de Luanda, Clube Desportivo do Pombo do Uíge, Hotel Luso de Benguela e Nocebo do Huambo.

Os nacionais compreendem quatro etapas. A primeira tem lugar na quinta-feira com a disputada do contra relógio individual de 25 quilómetros. A segunda acontece na sexta-feira e vai ser a etapa de contra relógio por equipas de 50 quilómetros.

No sábado, os ciclistas têm a prova mais dura do nacional. A organização agendou a prova rainha de 150 quilómetros.
Por último, a cidade do Uíge despede-se dos atletas profissionalizados com as pedaladas das bicicletas com uma etapa de circuito fechado de 30 quilómetros.