Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sky vence contra-relógio na primeira etapa do Giro

18 de Abril, 2013

Sky voltou a mostrar a sua força nos contra-relógios por equipas

Fotografia: AFP

A equipa britânica Sky voltou a mostrar a sua força nos contra-relógios por equipas, vencendo o segundo sector da primeira etapa do Giro di Trentino, liderado pelo ciclista checo Josef Cerny (CCC-Polsat).

A Sky precisou apenas de 15.20 minutos para fazer os 14,1 quilómetros do trajecto em Lienz, Áustria, relegando para o segundo lugar a Astana, que demorou mais 13 segundos, e para o terceiro a Lampre-Merida, que ficou a 16 segundos.
Apesar do tempo “supersónico” da formação britânica, a liderança é do jovem checo Josef Cerny, de 19 anos, que beneficiou do desleixo do pelotão no primeiro sector do dia.

Antes, na primeira etapa, um sector matutino que antecedeu o contra-relógio por equipas desta tarde, disputado em Lienz, num total de 128,5 quilómetros, o melhor foi o francês Maxime Bouet.

O ciclista da AG2R impôs-se aos seus sete companheiros de fuga, incluindo o agora líder, aproveitando a “autorização” do pelotão, que não se preocupou em fazer a perseguição e demorou mais 06.51 minutos do que o vencedor, que cumpriu o sector em 02:48.59 horas.
Ontem, correu-se a segunda etapa entre Sillian, na Áustria, e Vetriolo Terme, Itália, na distância de 224,8 quilómetros.

TÈNIS
Machado eliminado
no Challenger de Santos


O tenista português Rui Machado perdeu na terça-feira com o brasileiro Rogério Dutra Silva, primeiro cabeça de série do Challenger de Santos, por 6-3, 4-6 e 1-6, na primeira ronda do torneio brasileiro.

O 97.º jogador do ranking ATP precisou de uma hora e 57 minutos para derrotar o português, 277.º da hierarquia mundial. Depois de vencer três encontros na fase de qualificação para chegar ao quadro principal, dois dos quais sem ceder qualquer "break-point", Rui Machado venceu o primeiro parcial e esteve em vantagem no segundo "set", dispondo de um 3-0, que não conseguiu preservar.

Embalado, Dutra Silva venceu cinco jogos consecutivos para ganhar o segundo parcial por 6-4 e dominar o resto do encontro, que fechou com um 6-1. Apesar da maior eficácia nos "break-points" ganhos (quatro em cinco contra seis de 12), o português teve dificuldades no primeiro serviço, não conseguindo assim juntar-se ao compatriota Gastão Elias na segunda ronda da prova.