Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Só um milagre no salto sincronizado

22 de Fevereiro, 2016

Brasileiras falham no último salto e passam a depender de um milagre

Fotografia: AFP

As lágrimas nos rostos de brasileiros estendeu-se também aos atletas, para além dos membros integrantes do Comité Rio'2016. Se a construção de uma nova piscina para aquecimento no Complexo Maria Lenk tem tempo curto, a qualificação de Ingrid Oliveira e Giovana Pedroso exige um milagre.As duas brasileiras na disputa individual da plataforma de dez metros, estão fora dos Jogos Olímpicos, ao classificarem-se na 24ª e 27ª posições do Mundial de Saltos Ornamentais, que encerrou na madrugada de hoje. As 18 mais bem classificadas juntaram-se às 12 melhores do Mundial de Kazan, disputado no ano passado, e estão apuradas para o Rio'2016.

A classificação para os Jogos Olímpicos ainda abrange o desempenho de competições continentais (os campeões dos Jogos Pan-Americanos, por exemplo), com um limite de dois saltadores por país.No dia 7 de Março, a FINA (Federação Internacional de Natação) vai anunciar o resultado de um cruzamento entre essas listas. Os atletas que tinham conseguido vagas em torneios continentais ou no Mundial, descartaram o desempenho no Campeonato do Mundo. Até 34 saltadores podem ser inscritos nas provas individuais dos Jogos Olímpicos.

Giovana Pedroso e Ingrid Oliveira tiveram problemas diferenciados. A primeira apresentou pior desempenho no último salto. A execução foi deficiente. A segunda  apresentou baixo grau de dificuldade no salto. O movimento não fazia parte do reportório da competição dela. Ingrid foi vista sentada no chão de um dos corredores do complexo desportivo Maria Lenk a chorar muito, e recusou dialogar com a imprensa.

Com base no cruzamento que a FINA vai anunciar no dia 7 de Março, os países vão ter de dizer quantos atletas vão levar aos Jogos Olímpicos. Em Londres, nove atletas entraram além da lista inicial de 18 do Campeonato do Mundo (justamente o que as brasileiras precisam que aconteça neste ano).O Brasil tem vagas asseguradas em todas as disputas sincronizadas dos Jogos Olímpicos. Giovana e Ingrid formam a dupla mais forte do país na plataforma de dez metros.