Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Soubak alarga opes para o Mundial

Silva Cacuti - 31 de Outubro, 2019

Seleco nacional vai procurar melhorar a ltima classificao

Fotografia: Vigas da Purificao| Edies Novembro

O seleccionador nacional sénior feminino de andebol, Morten Souback, convocou mais quatro jogadoras do que o habitual, para a fase derradeira de preparação visando o campeonato do mundo de Kumamoto, Japão, a ser disputado de 30 do Novembro a 16 de Dezembro. O conjunto angolano busca a melhoria do 19º lugar e Morten Soubak chamou pela primeira vez a central do Petro de Luanda, Marília Quizelete \"Inglesa\", e a guarda-redes do 1º de Agosto, Amália Pinto.
O técnico dinamarquês promoveu ainda o regresso ao grupo de trabalho da ponta Joana Costa e da central Vilma Nenganga, a que juntou as 16 atletas participantes dos Jogos Africanos de Rabat e do Torneio pré-olímpico. O desempenho das jogadoras petrolíferas nas finais da Taça de Angola e da Taça dos Clubes Campeões suscitou dúvidas quanto às opções e o grupo a levar para a assembleia mundial do andebol feminino. Daí que o treinador tenha preferido trabalhar algum tempo com as jogadoras e abrir espaço à disputa por lugares dentro do grupo.
Vilma Nenganga e Joana Costa eram \"habitués\" na selecção nacional, quando esteve sob a batuta de Vivaldo Eduardo.
Morten Soubak convocou as atletas Almeida “Bá”, Amália Pinto e Helena de Sousa (guarda-redes); Janeth Santos, Vilma da Silva, Claudeth José, Joana Costa e Iracelma da Silva (pontas); Wuta Dombaxi, Azenaide Carlos “Zica”, Juliana Machado, Marília Quizelete \"Inglesa\" e Magda Cazanga (laterais); Natália Bernardo, Isabel Guialo “Belinha”, Vilma Nenganga e Helena Paulo (centrais), Albertina Kassoma, Liliana Venâncio, Ruth João (pivô).
O grupo de convocadas concentrou-se ontem na sede da Federação Angolana de Andebol para tomar contacto com o programa de trabalhos até à disputa do campeonato mundial. A preparação pode incluir, caso as condições financeiras o permitam, um curto estágio em Kumamoto, cidade em que a selecção nacional realizou os jogos na antecâmara do mundial de 2017.
Em alternativa, pondera-se também a disputa de um torneio de quatro nações no Irão. Tanto a provável ida a Kumamoto como ao Irão estão condicionados à questão financeira, devido à subida de preços dos bilhetes e de aquisição de divisas.
Angola disputa a fase preliminar do mundial na cidade de Kumamoto, inserida no Grupo A ao lado da Sérvia, Noruega, Cuba, Holanda e Eslovénia. No grupo B, vão jogar a Dinamarca, Austrália, Brasil, França, Alemanha e Coreia do Sul. Senegal, Cazaquistão, Montenegro, Espanha, Roménia e Hungria corporizam o grupo C. A Suécia, Congo Democrático, Rússia, China, Japão e Argentina vão jogar no grupo D.
Além da cidade de Kumamoto, o campeonato mundial vai ser jogado também nas cidades de Yatsushiro e Yamaga.