Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Souleiman bate recorde do mundo

19 de Fevereiro, 2016

Ayanleh Souleiman venceu a prova dos 1000 metros com grande avanço sobre o holandês Thijmen Kuipers que cortou a meta na segunda posição

Fotografia: AFP

O djibutiano Ayanleh Souleiman conseguiu, terça-feira, o resultado de maior destaque no meeting de atletismo de Estocolmo em pista coberta, ao melhorar o recorde do Mundo dos 1.000 metros.Souleiman correu em 2.14,20 minutos, retirando mais de meio segundo ao anterior recorde, que estava na posse do dinamarquês de origem queniana Wilson Kipketer.

Kipketer estabelecera o seu recorde, de 2.14,96, a 20 de Fevereiro de 2000, em Birmingham, Inglaterra.

Terça-feira, Souleiman ganhou com grande avanço, deixando o segundo classificado a cerca de três segundos - o holandês Thijmen Kuipers cortou a meta em 2.17,02, marca que, ainda assim, é a segunda melhor do ano.

Souleiman, de 23 anos, é um dos mais rápidos meio-fundistas da actualidade, tendo já no palmarés o bronze no Mundial de Moscovo2013, em 800 metros, e o ouro no Mundial de pista coberta Sopot2014, em 1.500 metros.Num outro destaque, a etíope Genzebe Dibaba bateu, também em Estocolmo, o recorde mundial da milha feminina em pista coberta, um dos mais antigos recordes da tabela, que durava há 26 anos.

Genzebe Dibaba ganhou a corrida no meeting de Estocolmo, no Globe Arena, e cumpriu na perfeição o anunciado ataque ao recorde, já que foi creonometrada em 4.13,14 minutos, contra os 4.17,14 da romena Doina Melinte em 1990.

A marca de Genzebe Dibaba, que é actual recordista mundial de 1.500 metros, é em termos absolutos a segunda melhor de sempre, só sendo superada pelos 4.12,56 da russa Svetlana Masterkova, ao ar livre.

Este foi o segundo recorde mundial do dia no Globe Arena de Estocolmo, já que antes o djibutiano Ayanleh Souleiman triunfou nos 1.000 metros em 2.14,20, menos 76 centésimos que o anterior recorde, do dinamarquês Wilson Kipketer, em 2000.