Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Stickadas agitam hoje o Namibe

Manuel de Sousa-Namibe - 09 de Janeiro, 2016

Jovens angolanos começam a competir hoje na cidade do Namibe com pensamento na conquista do primeiro troféu da presente época desportiva

Fotografia: Kindala Manuel

O campeonato nacional de juvenis de hóquei em patins começa hoje à tarde no pavilhão Welwitchia Mirabilis, na cidade do Namibe, com a participação de 12 equipas em representação das cidades de Luanda, Namibe, Huila, Huambo e Benguela.

A abertura do evento vai ser testemunhada por altas figuras políticas da província da Huíla, acompanhados de membros da Federação Angolana de Patinagem, que desembarcam hoje de manhã. O destaque recai para o governador provincial, Rui Falcão, o grande mentor e promotor da modalidade na província do Namibe.

Depois das confirmações das equipas 1º Agosto, Desportivo da Banca, 10 de Dezembro da Huíla, Casa Pessoal do Porto do Lobito, Académica do Lobito, Ferroviário do Namibe, Benfica do Namibe, Sporting do Namibe e Atlético do Namibe, ontem confirmaram presença os representantes da província do planalto central, Huambo.

A reunião técnica, que vai abordar o emparceiramento e analisar todos os aspectos organizativos do evento, vai ser realizada nas primeira horas do dia de hoje. A maratona de jogos estende-se pela noite adentro.
As equipas participantes estão hospedadas numa escola pública, que mereceu apetrechamento para a acomodação. As refeições para os atletas e treinadores são feitos num local à parte. Os clubes com melhores condições financeiras podem optar por um hotel ou uma unidade similar.

DEFESA DO TÍTULO
O Atlético no Namibe, campeão nacional juvenil, entra na competição com olho na revalidação do troféu. A garantia é do presidente da Associação Provincial de Patinagem do Namibe, Zeferino Guto.

"Somos os campeões nacionais, e é nossa obrigação defender o título em nossa casa. Acreditamos nas outras formações, como Ferroviário, Benfica e Sporting, que fazem grande trabalho na massificação nos últimos anos. Nesta altura, estão em condições de competir e vencer a prova,”justificou.

O dirigente realçou que as formações da província do Namibe são sempre o alvo a abater nas provas nacionais, tendo em conta a tradição que a província tem na prática do hóquei em patins.

No mesmo diapasão alinha o técnico do Ferroviário do Namibe. José Aquela está crente que o título fica nas terras da Welwitchia Mirabilis. O especialista justifica que o volume de trabalho na massificação e participações nas provas nacionais endureceram as equipas locais. O temor recai para as equipas de Luanda e de Benguela, "principais adversários", em função do trabalho que fazem em prol do desenvolvimento do hóquei em patins há muitos anos.