Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sul-africano revalida título mundial nos 400 metros

10 de Agosto, 2017

Mundiais de Atletismo continuam em Londres com muita competitividade

Fotografia: AFP

Wayde Van Niekerk revalidou o título mundial dos 400 metros, nos Mundiais de Atletismo, de Londres. O atleta sul-africano que também é campeão olímpico no Rio de Janeiro e recordista mundial, efectuou a distância em 43,98 segundos, diminuiu drasticamente o ritmo nos últimos 30 metros, quando nenhum outro corredor estava por perto.

Steven Gardiner (Bahamas) e Abalelah Haroun (Qatar) foram segundo e terceiro classificados, respectivamente, a cerca de meio segundo do medalha de ouro, com 44.41. e 44.48 segundos, respectivamente.

A prova ficou marcada pela ausência do tuanês Isaac Makwala, diagnosticado com uma doença infecciosa, e que por isso, teve de abdicar das participações nos 200 e nos 400 metros. A IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo) informou em comunicado, que Makwala cumpre um período de 48 horas de quarentena.

OUTRAS PROVAS
Por outro lado, o francês Pierre Bosse conquistou o título mundial dos 800 metros, do Mundial de atletismo de Londres. O atleta conquistou o primeiro posto, ao percorrer a distância com tempo de 1 minuto 44 segundos e 67 centésimos, melhor marca do ano, cruzou a linha de chegada à frente do polaco Adam Kszczot (1:44.995) e do queniano Kipyegon Bett (1:45.21).

Nos 3.000m obstáculos, o queniano Conseslus Kipruto, actual campeão olímpico, conquistou o ouro mundial com tempo de 8:14.12.
A prata ficou com o marroquino Soufiane Elbakkali (8:14.49), enquanto o americano Evan Jager (8:15.53) levou o bronze. Kipruto foi vice -campeão mundial em 2013 e 2015 em ambas as competições, terminou atrás do compatriota Ezekiel Kemboi.

No salto a vara masculino, o americano Sam Kendricks, único atleta que superou a barra dos 6 metros nesta temporada, fez jus ao favoritismo e levou o ouro com 5,95 m, na terceira e última tentativa. Completaram o pódio o polaco Piotr Lisek e o francês Renaud Lavillenie, ambos com melhor salto de 5,89 m. Lisek ficou com a prata por superar a marca na primeira tentativa, enquanto Lavillenie precisou de dois saltos.

No relvado do estádio Olímpico de Londres, a checa Barbora Spotakova, bicampeã olímpica em 2008 e 2012, ficou com o ouro do lançamento do dardo, com a marca de 66,76 metros. Spotakova, detentora do recorde mundial da modalidade (72,28 m em 2008), conquistou  aos 36 anos o seu segundo título mundial, dez anos após triunfar em Osaka-2007.

No pódio, a checa superou as chinesas Lingwei Li (66,25 m) e Huihui Lyu (65,26 m), prata e bronze, respectivamente. Ausente do Mundial de Moscovo de 2013 devido ao nascimento do seu filho Janek, Spotakova é uma ex-atleta do heptatlo. A croata Sara Kolak (22 anos), surpreendente campeã olímpica no Rio-2016, e dona da melhor marca do ano (68,43 m), terminou na quarta posição (64,95 m).