Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Supermoto ronca em Benguela

14 de Maio, 2016

Emoções de motociclismo nacional vão animar os habitantes e amantes do desporto sobre duas rodas em Benguela

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os pilotos nacionais da Categoria Supermoto iniciam hoje o penúltimo micro-ciclo preparatório tendo em vista a disputa da segunda jornada do Campeonato Nacional, agendada para os dias 21 e 22 do corrente, na província de Benguela, em alusão ao 399º aniversário da cidade das acácias rubras, assinalado no passado dia 13 de corrente.

Previsto para dia 1 do mês em curso, no circuito Arena Multiparques, em Luanda, a direcção da Cayatte Motorsport, organizadora da competição, viu-se obrigada a adiar o Grande Prémio Supermoto por imperativos de ordem técnica. Superada as razões do adiamento, a opção mais acertada foi enquadrar o certame no leque das actividades agendadas no âmbito das festas da cidade das acácias rubras, segundo fez saber Sandro Carvalho, representante da Cayatte.

Hélder Coelho "Vuty", Victor Barros, Miguel Ângelo, Zeferino Fernandes, Rui Afonso, Marcos Fonseca, Raul Faria, Tady Madaleno, Ananias Gonçalves, Sandro Carvalho, Miguel Carneiro, Diogo Rebelo, David Rebelo e Adilson Viera trabalham com as equipas técnicas na afinação das motorizadas.

Com efeito, uma equipa de especialistas da Cayatte está de malas feitas com destino à província de Benguela, para tratarem de aspectos administrativos e técnicos do evento junto dos agentes desportivos locais. O circuito está localizado defronte ao Estádio Nacional de O'mbaka.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Sandro Carvalho, dirigente desportivo e piloto, avançou que a organização procedeu à alteração na calendarização. A prova agendada para o dia 26 Novembro, na província do Namíbe, vai ser realizada em Luanda. A data coincide com a última jornada do Campeonato Nacional de Velocidades e a Gala de Entrega de Prémios naquela província.

"O evento marcado para Namibe está inviabilizado por incompatibilidade de calendário. Somos obrigados a transferir a prova para Luanda e vamos ver outra possibilidade para a cidade de Namibe. A organização da competição agendou várias provas para a cidade capital do país e de Benguela", informou Sandro Carvalho.