Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Taça Davis em sorteio

08 de Abril, 2014

Na taça Davis: várias estrelas do ténis mundial vão procurar dar às vistas durante a disputa dos “play offs” em Stetembro

Fotografia: AFP

A Federação Internacional de Ténis (ITF) divulgou na manhã de ontem,  segunda-feira, o novo ranking das selecções, que definiu os oito cabeças de série para o sorteio dos “play-offs”  da Taça Davis, que acontece amanhã quarta-feira. O Brasil não aparece na lista dos favoritos é o 20º do ranking liderado por República Tcheca, mas tem boas possibilidades de jogar em casa, em busca de uma vaga na elite da competição.

Os oito países cabeças de série nos “play-offs” são: Sérvia, Espanha, Argentina, Canadá, Estados Unidos, Austrália, Croácia e Bélgica, nesta ordem. O Brasil e outras sete seleções vão enfrentar estas oito favoritas, em confrontos a serem definidos no sorteio, em busca de uma vaga na primeira divisão da Taça Davis de 2015. Os jogos devem ser em Setembro.

Caso o sorteio defina os espanhóis, americanos, belgas ou croatas como rivais, o Brasil deve jogar  em casa, pois a última vez que os brasileiros jogaram contra estes rivais, fizeram-no fora de casa.Portanto, a equipa brasileira pode enfrentar os espanhois Rafael Nadal e David Ferrer ou os americanos John Isner, Bob e Mike Bryan em possíveis duelos em casa, na Davis.

Argentinos, canadianos e australianos  podem enfrentar o Brasil em casa. Já um duelo entre Brasil e Sérvia pode vir a ser definido em sorteio, pois os países nunca se denfrontaram.

Em 2013, o Brasil disputou os “play-offs” da Copa Davis, mas perdeu a favor da Alemanha e ficou fora da primeira divisão no presente ano. Por isso, disputou o Zonal Americano, onde venceu o Equador no passado domingo.

A primeira divisão da Copa Davis deste ano já teve a definição das meias-finais. A actual bi-campeã República Tcheca vai denfrontar a França, fora de casa. A Suíça, de Roger Federer e Stanislas Wawrinka recebe a Itália, de Fábio Fognini.

Ainda sobre o ténis, as duas vitórias no Torneio de Charleston fizeram a brasileira Teliana Pereira subir consideravelmente no ranking da WTA. Com a boa campanha na competição norte-americana, disputada durante a última semana, a tenista  firmou-se  ainda mais no Top 100, ganhou  sete posições passou  de 99.ª para 92.ª do mundo.

Em Charleston, Teliana conseguiu duas vitórias nas primeiras jornadas, incluindo uma diante de uma Top 30, a romena Sorana Cirstea, na segunda partida. A brasileira só caiu nos oitavos-de-final, para a eslovaca Daniela Hantuchova, mas a campanha já tinha  sido suficiente para que ela saltasse no ranking.
Mas Teliana não foi a única a  aproveitar-se  da campanha em Charleston para ganhar algumas posições. A campeã do torneio, Andrea Petkovic, também ficou beneficiada. A alemã deixou a 40ª colocação e agora é a número 28 do mundo.

Grande surpresa em Charleston, a eslovaca Jana Cepelova também decolou no ranking. A vice-campeã, que derrotou Serena Williams na segunda ronda, deixou a 78.ª posição e pulou para a 50.ª. A suíça Belinda Bencic, de apenas 17 anos, semifinalista do torneio norte-americano, ganhou 49 posições e agora é a 91ª do mundo.

Outro torneio encerrado na última semana que interferiu no ranking foi o de Monterrey. O título ficou com uma ex-número 1 do mundo, a sérvia Ana Ivanovic, que com o troféu deixou a 13ª colocação e subiu uma posição, chegou  à 12ª.

No Top 10, destaque para a russa Maria Sharapova, que ganhou uma posição e agora é a número oito do mundo, ultrapassou  a sérvia Jelena Jankovic, nona colocada. A liderança continua na mão de Serena Williams, que tem 12.375 pontos. A chinesa Na Li é a segunda, com 7.585, enquanto Agnieszka Radwanska aparece em terceiro, com 5.980.

TÉNIS
Ana Ivanovic conquista
título em Monterrey


A ex-número 1 do mundo Ana Ivanovic conquistou domingo, o título do Open de Monterrey, no México, que distribuiu 500 pontos à campeã no ranking da WTA. Actual 13ª colocada na lista, a sérvia confirmou o seu favoritismo  ao vencer a sua  compatriota Jovana Jaksic, revelação do torneio, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1.

Ivanovic  fez tentativas para  voltar ao grupo das 10 melhores do ranking,  pois  era a  segunda cabeça de série em Monterrey, teve absoluto domínio sobre a rival, apenas a 137ª colocada na lista da WTA. O único momento complicado para a campeã foi logo no primeiro game, quando foi quebrada. Jaksic chegou a abrir 2 a 0, mas perdeu 16 dos 17 games seguintes.

O título é o segundo da temporada para Ivanovic, que tinha  vencido também em Auckland (Nova Zelândia), logo na primeira semana do ano.
Assim, pela primeira vez desde 2010,  garante mais de um título no mesmo ano. A conquista foi a 13ª da sua carreira.

Nadal é o desportista espanhol mais conhecido
Rafael Nadal, número um do ranking mundial de ténis, é também o desportista espanhol mais conhecido em todo o mundo. Os dados são de um estudo divulgado, esta segunda-feira, pela “Personality Media”, realizado em 12 países dos cinco continentes. Nadal obteve uma média de 75 por cento de notoriedade, à frente do piloto de Fórmula 1 Fernando Alonso (66 por cento), do guarda-redes do Real Madrid Iker Casillas (51 por cento) e do basquetebolista dos Lakers Pau Gasol (30 por cento).