Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Taça masculina vai ao sorteio

Silva Cacuti - 29 de Outubro, 2014

A decisão do recurso pode ser anunciada hoje antes da realização do sorteio sem afectar as equipas apuradas para a meia-final

Fotografia: José Soares

A Federação Angolana de Andebol  (Faand) pode avançar hoje com o sorteio da Taça de Angola, na classe masculina, que não foi feito antes por causa de um recurso apresentado pelo Petro de Luanda, devido à irregularidade detectada na actuação do atleta agostino José Rolo, no jogo da fase provincial da Taça de Angola.

A equipa militar pode ser ilibada de culpas pela utilização do atleta português sem a apresentação do seu cartão. A responsabilidade da não apresentação da carta do atleta aquando do jogo é da Associação Provincial de Andebol de Luanda, dado que o clube cumpriu com as suas obrigações.

A decisão do recurso deve ser anunciada hoje, antes da realização do sorteio e não deve afectar nenhuma das equipas apuradas para o quadro da meia-final.Estão apuradas para a meia-final, as equipas do 1º de Agosto, detentora do troféu, Interclube, Petro de Luanda e a equipa da Marinha de Guerra. Os jogos da meia-final em masculino disputam-se sexta-feira ou  sábado.

Na segunda-feira a Federação realizou o sorteio da prova feminina que ditou o emparcelamento entre as equipas do Petro de Luanda e do Progresso, enquanto o 1º de Agosto vai defrontar a Marinha de Guerra.

O cartaz da meia-final é aliciante , pois envolve jogos entre as duas equipas angolanas que estiveram no pódio da última edição da Taça dos campeões, disputada em Tunis.

Petro de Luanda e Progresso voltam a encontrar-se na meia-final da Taça de Angola, depois de, na meia-final da competição africana as petrolíferas terem sido mais felizes ao vencer as sambilas por claros 30-19.
O Petro de Vivaldo Eduardo é favorito a passagem à final, aliás, na Taça de Angola pode residir a salvação da época, depois dos fracassos nos campeonatos provincial, nacional e continental.

 Armando Gumbe, técnico do Progresso, quer demonstrar que tem uma palavra no quadro dos grandes do andebol continental, por isso, surpreender as petrolíferas é uma missão.Victor Tchikoulaev, técnico do 1º de Agosto, tem um pé na final, já que a Marinha de Guerra é uma equipa cujos níveis estão longe de perigar o apuramento do emblema campeão continental.

PREPARAÇÃO
Atlético Guardés entra nas contas da selecção


A Selecção Nacional sénior feminina de andebol vai cumprir um ciclo de preparação a Portugal,  deve efectuar um jogo com a equipa espanhola do Atlético Guardés, onde actuam as angolanas Teresa Leite e Liliana Venâncio, revelou António Santos Sales, director executivo da Federação Angolana de Andebol (Faand). O estágio em Portugal visa a preparação para o torneio pré-olímpico, a disputar-se de 19 a 26 de Março de 2015, em Luanda.

O encontro entre a Selecção Nacional e a equipa espanhola que é a quarta classificada da última edição da liga de honra de Espanha, inscreve-se no estágio e deve ser o terceiro jogo garantido para o período em causa, depois de confirmados  os amistosos com a similar portuguesa nos dias 25 e 28 de Novembro.João Florêncio, seleccionador nacional, convocou 22 atletas para esta empreitada que começa com a concentração a 10 de Novembro, o embarque  está previsto para 11 do mesmo mês.

Curiosamente, o seleccionador nacional abdicou, na sua convocatória, das atletas Teresa Leite e Liliana Venâncio que actuam na equipa do Guardés. O técnico deixou também a ponta direita  Juliana Machado que fez parte das últimas convocatórias de Vivaldo Eduardo, seu antecessor.

Ngalula Kanka (ASA), Elga Quimeia e Ivete Simão (Progresso) são as estreantes na convocatória que integra 22 nomes. Foram chamadas Ana Barros, Azenaide Carlos, Iracelma da Silva, Isabel Fernandes, Joana da Costa, Luísa Kiala, Magda Cazanga, Maria Pedro, Marta dos Santos, Matilde André, Natália Bernardo e Teresa de Almeida (Petro de Luanda), Albertina Cassoma, Cristina Branco, Elizabeth Cailo, Lourdes Monteiro, Rossana Kitongo e Wata Dombaxi  (1º de Agosto).O grupo de convocadas esteve na segunda-feira no consulado português para tratar de questões administrativas para o estágio.Recordar que a Confederação Africana alterou os moldes de qualificação do representante continental nos Jogos Olímpicos. Pela primeira vez, o campeão continental não se apura directamente.
 O apuramento é feito através do torneio pré olímpico que Angola acolhe na sua versão feminina, visa  os JO do Rio de Janeiro.              
S.C