Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Taça Sayovo sai à rua

Melo Clemente - 09 de Fevereiro, 2014

CPA organizou para hoje em Luanda, a partir das 8h30m, a IX edição da Taça José Sayovo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A prova vai percorrer a marginal de Luanda, contorna o Porto de Luanda, volta novamente ao Lago do Baleizão, totalizando os dez quilómetros estabelecidos pelo Comité Organizador.

A prova é uma parceria entre o Comité Paralímpico Angolano (CPA) e o Ministério da Juventude e Desportos conta com a participação de mais de duas centenas e meia de atletas, entre federados e não federados para além dos atletas paralímpicos.  Ontem em declarações ao Jornal dos Desportos, António Manuel da Luz, secretário-geral do CPA, garantiu que as condições técnicas e administrativas estão totalmente criadas para o êxito da prova.

«Temos tudo preparado para amanhã (hoje) que a prova seja disputada sem grandes sobressaltos. Temos mobilizado todas as comissões de trabalho e neste particular temos a destacar os profissionais do Instituto de Emergências Médicas que desde a primeira hora mostraram-se prontos para esta actividade», disse o executivo do CPA.

António da Luz disse por outro lado, que a direcção do CPA foi bastante rigorosa em relação aos participantes no tocante ao estado de saúde de cada um. Em relação aos populares só foram inscritos aqueles que apresentaram o termo de responsabilidade sobre o estado de saúde de cada um deles. 

O comité organizador estabeleceu 19 categorias de prémios. Contrariamente as últimas edições, este ano, a direcção do CPA vai distribuir os prémios só na terça-feira.

São premiados os cinco primeiros de cada categoria. O primeiro vai receber 250 mil Akz ao passo que os demais vão receber, 200 mil Akz, 150 mil Akz, 100 mil Akz e 50 mil Akz respectivamente.




Etíope Genzebe Dibaba
bateu recorde mundial

A etíope Genzebe Dibaba pulverizou na última sexta-feira em Estocolmo o recorde mundial dos 3.000 metros em pista coberta, que correu em 8.16,60 m, com este  feito retirou  sete segundos à anterior marca. O domínio de Genzebe Dibaba na corrida foi avassalador, como se comprova pelo avanço de 13 s na meta (cerca de meia volta) sobre a queniana Helen Obiri. Genzebe Dibaba de 22 anos, está em bom momento de forma, junta este recorde ao dos 1.500 m, a que chegou no passado domingo em Karlsruhe (Alemanha), então com a marca de 3.55,17m também aqui a reduzir substancialmente a anterior marca, em três segundos.

O anterior recorde dos 3.000 metros tinha sete anos e estave em posse de outra etíope, Meseret Defar - 8.23,76m, a 3 de Fevereiro de 2007, em Estugarda.

A nova recordista mundial é irmã mais nova da tripla campeã olímpica (em 5.000 e 10.000 metros) Tirunesh Dibaba e sobrinha de Derartu.


Australiana vence
corrida do Empire Building


A australiana Suzy Walsham venceu  pela quinta vez a tradicional corrida vertical pelas escadas do Empire State Building em Nova York, estabeleceu um novo recorde de vitórias na categoria feminina.

Walsham percorreu os 86 andares (1576 degraus) do famoso arranha-céu nova-iorquino em 11 minutos e 57 segundos, conquistou  o maior número de vitórias entre as mulheres, por que  estava então empatada com a americana Cindy Harris.

Na categoria masculina, o norueguês Thorbjorn Ludvigse com o tempo de dez minutos e seis segundos, quebrou o domínio australiano do ano passado, quando também dois atletas desse país se impuseram na prova. O alemão Thomas Dold venceu em sete ocasiões (2006-2012).

Mais de 500 corredores participaram da 37ª edição desta prova, que faz parte do circuito de corridas até o topo de alguns dos edifícios mais altos em todo o mundo.

A prova do Empire State é disputada numa escadaria estreita e sem janelas em que só cabem duas pessoas ao mesmo tempo, por isso os corredores enfrentam, além do cansaço, uma dificuldade adicional na hora de ultrapassar outros participantes.