Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Taebek e Benfica representam Huíla

Gaudêncio Hamelay, no Lubango - 01 de Agosto, 2014

Jovens e adolescentes huilanos são os maiores amantes de desportos de combate no país a avaliar pelo número de praticantes

Fotografia: Paulo Mulaza

As academias do Taebek e do Benfica do Lubango "B" são os representantes da província da Huíla no Zonal Sul de taekwon-dó dos escalões infanto-juvenis, a decorrer em Setembro, na cidade do Lubango. As duas equipas foram apuradas no final do quarto campeonato provincial realizado no último fim-de-semana.

Na classe masculina, a academia do Taebek conquistou cinco medalhas de ouro, seguido do Benfica do Lubango "B", com duas medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. O Interclube da Huíla, com duas medalhas de ouro, ficou na terceira posição.

Na classe feminina, a Academia do Benfica do Lubango "B" logrou o título, fruto de duas medalhas de prata. Benfica "A" e Arimba, ambas com uma medalha de prata cada, ficaram nas posições imediatas.

Participaram do campeonato 40 atletas em representação dos clubes Taebek, Benfica do Lubango B, Interclube da Huíla, Aragues da Arimba, Benfica do Lubango "A", Interclube de Caconda, Força Aérea e Clube Desportivo da Huíla (CDH).

A presença do Interclube de Caconda é a novidade da competição. Os atletas regressam ao município, que dista  230 quilómetros da cidade de Lubango, com o sexto lugar na bagagem.

O Zonal Sul vai ser disputado por representantes das províncias do Cuando Cubango, Huambo, Cuanza Sul, Huíla, Namibe e Moxico.

CAMPEÕES PROVINCIAIS

Flávio Teixeira é o novo campeão provincial de taekwondó, da categoria de -21kg. O atleta do Interclube da Huíla venceu José Canimbala, do Interclube de Caconda, no combate disputado no pavilhão Gimno-desportivo do Benfica do Lubango, no último fim-de-semana.

Na categoria de -24kg, Pedro Bunga, da equipa Taebek, superou Erikson Baptista, do Benfica "B". António Tomás Hossi contentou-se com a medalha de bronze.

Nos -30kg, António Luis, do Taebek, arrebatou o ouro. Valdemiro Cassule, do Benfica "B", ficou com a medalha de prata, enquanto João Chivandja, com o bronze.

Na categoria dos -33kgs, Jelson Domingos, do Taebek, foi o mais forte. Lopes da Cruz, do CDH, e Aguinaldo dos Reis, dos Dragues da Arimba, ficaram-se pelas medalhas de prata e de bronze.

Salomão Wacuali venceu na categoria dos -36kg. Dinis dos Santos, do Benfica "A", e José Delson, do Benfica "B", ficaram nas posições seguintes.
Na categoria dos -38kg, Edinilson Fernandes, dos Dragues da Arimba, sagrou-se campeão provincial. Salomão Lopes, Benfica "B", ficou com a medalha de prata.

A medalha de ouro da categoria dos -40 kgs foi para o atleta do Interclube da Huíla, Felino Massuno. Ernesto Nguya, da Força Aérea Nacional, contentou-se com a prata.

Francisco Cunhanga, do Benfica "B", triunfou na categoria dos -44 kgs. Nelson Caterça, do Taebek, venceu nos -46kgs. Victor Miguel sagrou-se campeão provincial dos -48kgs.

EM FEMININOS

Victória Jamba conquistou o ouro na categoria dos -39kgs. Luísa dos Reis, do Dragues da Arimba, ficou com a prata.
Josefa Raiza, do Benfica "B", é a campeã na categoria dos -40kg. Rosa Canduco ocupou a segunda posição.


Open da Coreia
Técnico ressalta
presença de atletas


O director técnico e seleccionador nacional de taekwondo, Salomão Lumbo, considerou positiva a participação de Angola no Open Internacional que decorreu em Gyeongju, na Coreia do Sul.

Apesar de os atletas Leonardo Mboliaso -58 kg e António Tchipalanga -80 kg, não terem sido medalhados, a prova serviu para dar rodagem competitiva aos taekwondistas.

"Não podemos dizer que tivemos uma má participação. Não conquistámos nenhuma medalha, mas conseguimos uma vitória com António Tchipalanga -80 kg. Penso que só não chegamos mais longe pela pouca experiência dos nossos atletas que não estão habituados a competições do género".

No primeiro combate da categoria dos -80, o atleta António Tchipalanga derrubou Taylor A. Smith dos EUA por 4-1. Já no segundo combate, o mesmo atleta foi derrubado pelo adversário do Cazaquistã, Abylkas Yerzan por 27-28.

O segundo atleta nacional, que se estreou na competição internacional, Leonardo Mboliaso, teve igualmente uma participação positiva. De apenas 18 anos, pecou pela inexperiência, mas não deixou de pressionar o adversário até ao fim do combate.

Durante a estada da comitiva angolana na Coreia, o técnico principal Salomão Lumbo teve a oportunidade de participar de uma formação para técnicos e árbitros.

Angola participou na prova a convite da Federação Coreana de Taekwondo.  Um total de 72 países e 110 clubes da Coreia do Sul competiram no evento.
Rosa Napoleão