Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tcnico destaca cooperao

Melo Clemente - 03 de Abril, 2014

Alberto da Costa (primeiro a contar da esquerda) um dos prelectores do curso

Fotografia: Jornal dos Desportos

O brasileiro Alberto Martins da Costa, um dos prelectores da acção formativa que está a ser realizada pela direcção do Comité Paralímpico Angolano deste ontem em Luanda enalteceu o protocolo de cooperação existente entre os comités de Angola e do Brasil.

Alberto Martins da Costa disse que este protocolo de cooperação vai permitir que os dois países possam trabalhar cada vez mais, no sentido de desenvolver a prática do desporto paralímpico. Apesar de ser considerado como sétima potência a nível do desporto paralímpico, o Brasil pretende igualmente retirar algum conhecimento do trabalho que é desenvolvido no país, principalmente, na disciplina de atletismo. Alberto Martins da Costa mostrou-se igualmente satisfeito com o número de participantes na acção formativa que encerra já amanhã.

“A participação está a superar a minha expectativa e espero muito sinceramente que os formandos saiam daqui com conhecimentos que lhes permitam desenvolver cada vez melhor os seus trabalhos.”
Ontem, no primeiro dia da acção formativa, os participantes abordaram aspectos gerais do mundo paralímpico, com particular ênfase para a organização e administração do desporto paralímpico, além das modalidades que vão fazer parte dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Depois de terem abordado ontem a componente teórica, hoje e amanhã, os 75 formandos, divididos em 25 para basquetebol em cadeira de rodas, 25 para a disciplina de atletismo e 25 para a natação, são submetidos a aulas práticas no Pavilhão Anexo (basquetebol), Piscina de Alvalade (natação) e Coqueiros (atletismo).          
MC