Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Thiago da Silva vence Lavillenie

15 de Fevereiro, 2016

O Benfica divulgou um contrato inicial de três anos, renovável até dez, o FC Porto anunciou um acordo por dez anos e o Sporting um contrato de 12 anos.

Fotografia: AFP

O brasileiro Thiago Braz da Silva derrotou sábado o recordista mundial do salto com vara, o francês Renaud Lavillenie, numa prova disputada em Berlim e em que melhorou o recorde sul-americano para 5,93 metros.

A surpreendente vitória do brasileiro acrescenta 17 centímetros ao seu próprio recorde continental, fixado há dois anos em Donetsk, Ucrânia, e permite-lhe progredir para o 13.º lugar de todos os tempos.

Este ano, e com Lavillenie ainda longe da melhor forma, lidera o canadiano Shawnacy Barber, com 6,00 metros, aparecendo agora Braz da Silva em segundo. Lavillenie, com 5,85 em Berlim, é o terceiro melhor do ano, com 5,91. Com um recorde mundial a 6,16 metros, foi o único atleta a superar o mítico ucraniano Sergey Bubka.

Os três principais clubes de futebol em Portugal - Benfica, FC Porto e Sporting - ainda não emitiram qualquer comentário relativamente à notícia que dá conta de um eventual anulamento dos contratos referentes à venda de direitos televisivos. O jornal SOL noticiou na sua edição de sábado que os contratos irão ser anulados devido a um chumbo da Autoridade da Concorrência, mas de acordo com o jornal A Bola a posição dos três grandes, por agora, é a seguinte: enquanto não houver informação oficial, não há comentários.

A Autoridade da Concorrência, por outro lado, já abordou o assunto, embora garanta que não tomou qualquer posição. Em comunicado, a entidade assegurou apenas estar "a recolher informação sobre os recentes desenvolvimentos no mercado da comercialização dos direitos de transmissão televisiva de conteúdos desportivos premium".

A possibilidade de os contratos de Benfica e Sporting com a NOS e do FC Porto com a MEO serem anulados deve-se à duração dos vínculos. O Benfica divulgou um contrato inicial de três anos, renovável até dez, o FC Porto anunciou um acordo por dez anos e o Sporting um contrato de 12 anos.