Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Thiem ameaa Roger Federer no ranking

02 de Maio, 2019

Federer, entretanto, pode se tornar o 3 colocado na prxima semana caso o alemo Alexander Zverev

Fotografia: AFP

Na segunda-feira foi actualizado o Ranking da ATP, que contou com as principais repercussões dos resultados nos ATP de Barcelona e Budapeste. Campeão no torneio espanhol, o austríaco Dominic Thiem solidificou a sua posição no top 5 e agora ameaça a 4ª posição do suíço Roger Federer. Agora, somente 505 pontos separam os dois. Federer, entretanto, pode se tornar o 3º colocado na próxima semana caso o alemão Alexander Zverev não faça ao menos semi-final no ATP 250 de Munique, onde é o actual bicampeão. No top 10, a principal mudança foi a queda de dois números do grego Stefanos Tsitsipas, agora décimo colocado. Por conta disso, Juan Martin del Potro e John Isner subiram um posto cada.
A semana foi positiva também para o italiano Matteo Berrettini, campeão na Hungria. De uma vez só, ele pulou 18 posições e alcançou a melhor marca da carreira com o posto de 37º do mundo. Vice-campeão, o sérvio Filip Krajinovic avançou 28 lugares para aparecer como 77º. Semi-finalista no mesmo torneio, o sérvio Laslo Djere pulou quatro posições e é, pela primeira vez na carreira, o 29º do mundo.
Além de Thiem, outros tenistas aproveitaram o sucesso em Barcelona para ganhar espaço na lista. Depois de parar nos oitavos-de-final, o canadense Felix Auger-Aliassime ganhou uma posição para bater o posto de 30º melhor tenista do mundo aos 18 anos. Algoz de Alexander Zverev e Grigor Dimitrov, Nicolas Jarry foi quadrifinalista e com isso saltou da 81ª para a 70ª posição.
Entre os brasileiros, apenas Thiago Monteiro (111º), Thiago Wild (362ª) e Pedro Sakamoto (382ª) puderam subir dentro do grupo de tenistas presentes no top 400. Eles subiram, respectivamente, 1, 10 e 3 colocações. O paraense, inclusive, alcaçou o melhor posto da carreira e é o quinto melhor tenista do país no ranking. Os paulistas Rogério Dutra Silva (175) e Thomaz Bellucci (271º) caíram 12 e 5 postos, enquanto o gaúcho Guilherme Clezar desceu 7 para ser o 263º e o mineiro João Menezes perdeu nove e é o 370º.