Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tiro desportivo com instalaes modernas

14 de Julho, 2016

O Centro de Hipismo recebe o hipismo olmpico

Fotografia: Jornal dos Desportos

Com 7.577 lugares, o Centro de Tiro recebe provas de tiro desportivo olímpico e paralímpico. A piscina do pentatlo moderno tem capacidade para duas mil pessoas. O Centro de Hipismo recebe o hipismo olímpico (saltos, adestramento e concurso completo de equitação) e paralímpico, e tem 35,2 mil lugares: a arena de salto e adestramento com 14,2 mil lugares, com 1,2 mil permanentes, e a pista de "cross country" com 20 mil espectadores em pé, e mil assentos temporários. O Centro de Hóquei na relva tem 13 mil lugares.

Novas instalações foram construídas para uma série de modalidades, como a sede de esgrima, do pentatlo moderno, basquetebol feminino (primeira fase) e esgrima em cadeira de rodas, a Arena da Juventude tem dois mil lugares permanentes e três mil temporários. Com 7,5 mil lugares temporários, a Pista de BMX vai permanecer após os Jogos. No terreno ao lado, vão ser instaladas quadras polidesportivas. O equipamento do Circuito de Canoagem Slalom, com 8.424 lugares temporários, vai tornar-se uma grande piscina.

Os obstáculos são retirados após os Jogos, para permitir a criação de um lago recreativo e um canal com uma correnteza leve. A instalação também pode ser usada por atletas de alto rendimento.Em termos de instalações provisórias, destaque para o Estádio de Deodoro – que recebe as competições de râguebi, hipismo e combinado (corrida e tiro) do pentatlo moderno, e futebol de 7 -, com 15 mil lugares, enquanto o Circuito de Mountain Bike  receber 25 mil pessoas em pé.

A Marina da Glória, na zona Sul do Rio de Janeiro,  com capacidade para dez mil pessoas, recebe as competições de vela e vela paralímpica.Antes, era restrito aos donos de barcos, o espaço foi totalmente reformado e aberto ao público, com restaurantes, lojas náuticas, estacionamento com 470 vagas, etc. O conhecido Sambódromo do Rio de Janeiro, sede da largada e chegada da maratona, do tiro do arco e do tiro do arco paralímpico, tem capacidade para 18 mil pessoas na maratona e 3,8 mil lugares no tiro com arco. A adequação do espaço teve como base o projecto original do arquitecto Óscar Niemeyer, que previa a simetria entre os dois ladosda Passarela do Sambo.