Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tom Dumoulin renova contrato

08 de Junho, 2017

Os três foram os mais fortes do sexteto de \'desconhecidos\', que se lançou em fuga nos primeiros quilómetros da terceira tirada, chegou a dispor de sete minutos

Fotografia: AFP

O holandês Tom Dumoulin, vencedor da Volta a Itália deste ano, prolongou o seu contrato com a Sunweb até 2022, revelou a equipa alemã. O anúncio foi feito através de um vídeo publicado nas redes sociais, no qual o recém -coroado vencedor do Giro de 2017 salienta que a filosofia da equipa agrada-lhe.

\"Tenho grandes novidades para vocês. Decidi renovar o contrato com a Sunweb até 2022, pelo que nos próximos quatro anos vou correr com as cores da nossa grande equipa\", começa por dizer o ciclista holandês, que se tornou profissional na formação alemã em 2012, e que tinha contrato até ao final de 2018.Dumoulin, de 26 anos, sublinhou ainda que sempre se sentiu feliz na equipa. \"Fiz grandes progressos no meu desenvolvimento. Não apenas eu, mas todos nós atingimos outro patamar nos últimos anos. Estou muito confiante de que vamos dar passos ainda maiores no futuro\", concluiu o holandês.

HOLANDÊS

O holandês Koen Bouwman (LottoNL-Jumbo) inaugurou na terça-feira o seu palmarés, ao bater ao \'sprint\' os companheiros de fuga, para vencer a terceira etapa do Critério do Dauphiné.Aos 23 anos, Bouwman beneficiou da \'distração\' do pelotão, que deixou os fugitivos alcançar uma vantagem demasiado grande, e impôs-se em Tullins, no final dos 184 quilómetros desde Chambon-sur-Lignon, com o tempo de 4:06.06 horas, à frente do lituano Evaldas Siskevicius (Delko Marseille), e do belga Frederik Backaert (Wanty-Groupe Gobert).

Os três foram os mais fortes do sexteto de \'desconhecidos\', que se lançou em fuga nos primeiros quilómetros da terceira tirada, chegou a dispor de sete minutos de vantagem e que por lá se manteve até ao final, aproveitou a reacção tardia do pelotão, que chegou a 11 segundos, encabeçado pelo vencedor da etapa anterior, o francês Arnaud Démare (FDJ).