Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Torneio Roland Garros na agenda de Federer

19 de Dezembro, 2015

Roland Garros deve ser o único torneio de terra batida de Roger Federer em 2016

Fotografia: AFP

No seu programa para a próxima época, Federer não incluiu os Masters 1000 de Miami, Monte Carlo, Madrid e Roma, estes três últimos tidos como torneios de preparação por excelência para Roland Garros.

Mais surpreendente do que a decisão de "ignorar" a temporada de terra batida europeia, é a decisão de parar durante dois meses, entre a segunda semana de Março e a terceira de Maio.

Da primeira parte do calendário do número três mundial, fazem parte os torneios de Brisbane, Open da Austrália, Roterdão, Dubai e o Masters 1000 de Indian Wells. Depois de Roland Garros, Federer vai estar na relva de Estugarda e Halle para preparar Wimblendon.

Antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o suíço vai ganhar ritmo no piso rápido do Masters 1000 de Toronto.

Apesar do ouro olímpico individual, o único troféu que falta ao seu currículo, ser o grande objectivo da temporada, Federer prossegue a caminhada rumo ao último Grand Slam da época, o Open dos Estados Unidos, em Cincinnati.

Para a fase final do ano, o helvético de 34 anos tem prevista a presença em Xangai, Basileia e Paris, é expectável que seja um dos oito "apurados" para o Masters de final de temporada.