Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Treinadores de nvel I comeam formao

Rosa Napeleo - 19 de Agosto, 2019

"Felizmente, temos um grosso de material desportivo doado pela Federao Internacional em reconhecimento dos feitos dos nossos atletas nas provas alm-fronteiras", garantiu.

Com apoio da Solidariedade Olímpica, começa amanhã até o dia 28 do corrente, no Magistério Mutu ya Kevela, em Luanda, o curso de treinadores de nível I promovido pela Federação Angolana de Esgrima. Mais de duas dezenas de técnicos e de professores vão ser potenciados com ferramentas necessárias à promoção da modalidade. Em declarações ao Jornal dos Desportos, o presidente da Federação Angolana de Esgrima, Domingos Pascoal, disse que \"os números de inscritos superou a expectativa\". \"Muitas instituições desportivas e escolas enviaram os seus representantes para adquirirem conhecimentos sobre a esgrima. Isso é muito bom para o nosso desporto\", enalteceu.
Sob a liderança do professor brasileiro Regis Trois de Aveia, o curso lecciona matérias como \"a didáctica e a generalidade, material e equipamentos, equipamentos de sinalização electrónica, floreto teoria e prática, espada teoria e prática, sabre teoria e prática, ataques e respostas simples, ataques e respostas compostas, combinações ofensivas e defensivas, arbitragem e gestão das competições\".
Domingos Pascoal garante material técnico a ser utilizado nas aulas práticas.
\"Felizmente, temos um grosso de material desportivo doado pela Federação Internacional em reconhecimento dos feitos dos nossos atletas nas provas além-fronteiras\", garantiu.
            
LUTAS
Dirigentes terminam
 curso com êxito

Um total de 66 agentes afectos à modalidade de lutas terminou com êxito o curso nacional para dirigentes desportivos que decorreu durante dois dias na sala de reuniões do Comité Paralímpico Angolano à Cidadela Desportiva. Os representantes das províncias de Luanda, Zaire, Uíje, Lunda Sul, Cuanza Sul, Cuando Cubango, Huambo, Bengo, Benguela, Cabinda e Namibe receberam os diplomas de participação.
Durante o certame, a Federação Angolana de Lutas homenageou dirigentes e outros agentes que engrandeceram a modalidade no país com destaque ao Mestre João Kamba \"Chama-Chama\", António Mvemba (ex-presidente da Federação), Lukeba Ndonda (promotor da luta amadora em Angola) e Peter Botha. Os laureados foram contemplados com diplomas de mérito.
Os formandos tomaram conhecimento sobre \"Movimento olímpico, historial das regras, administrativas gerais para a lutas, leis das associações desportivas,  lideranças e desenvolvimento pessoal, a planificação estratégica, organização de eventos desportivos, comunicação e liderança, resolução de problemas e tomadas de decisões\".
Na lista dos prelectores estiveram os mestres Mayimona Nzita, Miguel Kindieko, Balanga Luvumbu, Hermenio Cazucuta, António Alberto, Lourenço Junqueira e Jocelino Bento.
No discurso de encerramento, o presidente da Federação Angolana de Lutas, Miguel Luvunbu, agradeceu a presença e o empenho de todos os participantes e manifestou a crença de que novos tempos virão à modalidade.
\"Agradecemos aos prelectores e a todos que aderiram ao curso. Que este ensinamento os ajude a dirigir as vossas instituições com brilho; que saibam realizar os eventos e possamos colher o fruto desta acção. A vossa presença incentiva-nos a continuar e levar avante o nosso projecto\", agradeceu.  

RECONHECIMENTO
Mayomona Nzita
dá nota positiva

O Director Nacional de Cursos da Academia Olímpica, Mayomona Nzita, considerou positiva a realização do curso para dirigentes da modalidade de lutas. Na qualidade de prelector, notou a predisposição satisfatória dos formandos.
\"Independentemente de terem sido poucos temas, mas bem seleccionados, o curso foi proveitoso. Os resultados são satisfatórios. Acreditamos ter dado aos dirigentes as ferramentas necessárias para que possam melhorar o trabalho. Esperamos que ponham em prática tudo o que aprenderam\", elogiou.
Mayomona Nzita criticou os gestores da modalidade \"pela fraca participação da classe feminina no curso\". O dirigente avaliou de \"negativo\" o trabalho feito com as mulheres e impulsionou a união da classe.
\"Devemos trabalhar mais para incentivar as mulheres ao dirigismo desportivo\", disse.
O vice-presidente da Associação Provincial de Lutas de Luanda, Kadima de Deus, valorizou a abnegação dos formandos durante o curso e crê numa mudança no tratamento da modalidade em todas as instituições espalhadas pelo país.
\"Temos muitas pessoas a trabalhar na modalidade. Umas ajudam nos treinos e outras no dirigismo, mas não tinham a formação no ramo. O curso veio ajudar e dotá-los de ferramentas para que possam exercer com maior credibilidade e eficiência o trabalho\", disse.