Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Treino livre hoje no Gamek

Helder Jeremias - 17 de Junho, 2017

A sessão de treinos livres colectivos anima hoje o circuito Jorge Varela

Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

A sessão de treinos livres colectivos anima hoje o circuito Jorge Varela, ao bairro da Gamek, em Luanda. Mais de 20 pilotos ensaiam as estratégias e avaliam a confiabilidade das máquinas com vista a disputa da quinta jornada do campeonato provincial de Luanda de motocross agendado para o dia 2 de Julho.

O piloto do Team Tranchipeta, Fernando Baptista, entra hoje para a pista do Gamek com elevada responsabilidade. Depois de vencer a jornada anterior, os adeptos esperam por um novo triunfo. A eficácia do desempenho deve atrair os olhos do público.

Fernas, como é conhecido nas lides desportivas, impediu o namibiano Ruhan Gous coleccionar a quarta vitória consecutiva na competição provincial a serviço do Team Dinamith. A boa prestação despertou o interesse do público amante do motocrosse, depois de conquistar o Grande Prémio João Lourenço na província de Benguela, em que bateu na concorrência o campeão em título, Zé Cazenga.

A atravessar bom momento desportivo, Fernas encanta o público com exibições de encher os olhos. O seu foco é voltar a obter uma nova vitória sobre o namibiano Ruhan Gous, líder da competição provincial de Luanda. Para o efeito, está ciente da pressão dos adversários que tende a aumentar.

“Estou a trabalhar para melhorar cada vez mais o meu desempenho em todas as provas. Sei que conto com adversários de grande potencial. Venho de uma vitória, mas não posso pensar que o resultado obtido volte a acontecer, sem que me esforce. Desta forma, a minha equipa projectou uma preparação rigorosa para melhorar a performance”, avançou Fernando Baptista.

APOIO DA POLÍCIA
O presidente da Associação Provincial de Motocross de Luanda, Carlos Soweto, envida esforços redobrados para garantir a presença do efectivos na Polícia Nacional em número suficiente. O motocross regista incremento de adeptos. A sua efervescência, em determinados momentos, transcende aos limites do fair-play desportivo.

O dirigente tem um encontro marcado com os altos responsáveis da corporação da província de Luanda. À mesa de trabalho vai estar avaliações e discussões sobre o comportamento dos amantes do espectáculo sobre rodas. São também passados em revista pormenores importantes sobre as medidas profiláticas que garantam a segurança máxima.

A última prova do provincial de Luanda ficou marcada pela presença de indivíduos anónimos que interferiram no resultado final na categoria dos 250cc. Um grupo de espectadores impediu Ruhan Gous de ultrapassar Fernando Baptista “Fernas” na etapa derradeira da manga.

“Há toda a necessidade de se melhorar as condições de segurança no circuito, face à constatação do incidente na última prova. Estamos diante de uma modalidade que congrega um enorme número de adeptos. Infelizmente, alguns adeptos procederam de maneira negativa. Este tipo de situações não deve voltar a acontecer. Estamos a trabalhar com a Polícia Nacional para manter a disciplina e o bom convívio de massas” informou Carlos Soweto.