Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tribunal Arbitral adia decisão sobre Sharapova

12 de Julho, 2016

Maria Sharapova, suspensa por dois anos por doping (Meldonium)

Fotografia: AFP

A decisão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) sobre a tenista russa Maria Sharapova, suspensa por dois anos por doping (Meldonium), foi adiada para Setembro, o que significa que a atleta está fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.Ao ser questionado sobre a ausência de Sharapova do Rio-2016, o TAS respondeu de maneira curta: "Sim, está correcto".O TAS deveria inicialmente emitir o seu veredicto até 18 de Julho sobre o "dossier Sharapova", que procurava beneficiar-se de uma anulação ou de uma suspensão para poder participar dos Jogos Olímpicos do Rio (5-21 de Agosto), para os quais foi seleccionada pela Federação Russa de Ténis.

"A pedido das partes, que desejavam tempo para apresentar elementos que respondam as diferentes perguntas, as partes concordaram em não precipitar o recurso. Uma decisão é aguardada até 19 de Setembro", afirma o TAS num comunicado. A tenista russa foi suspensa por dois anos pela Federação Internacional de Ténis (ITF) em 8 de Junho pelo uso do Meldonium, um medicamento que passou a integrar a lista de substâncias proibidas em Janeiro.

O remédio, utilizado para a prevenção de infartos, está catalogado como hormônio e modulador metabólico (grupo S4) desde 1 de Janeiro de 2016.A atleta, de 29 anos, havia sido seleccionada pela Federação Russa de Ténis para a Rio-2016, apesar do resultado positivo de doping, anunciado em Março. A própria Sharapova informou ter sido flagrada no teste antidoping em 7 de Março em Los Angeles e admitiu que continuou a utilizar o Meldonium em 2016. Ela reconheceu que não tinha consciência de que a proibição estava em vigor.