Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tribunal arbitral adia para Outubro decisão do recurso de Sharapova

14 de Setembro, 2016

Tribunal Arbitral analisa recurso de Sharapova no mês de Outubro

Fotografia: AFP

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) adiou para "a primeira semana de Outubro" a decisão sobre o recurso apresentado pela tenista russa Maria Sharapova, suspensa dois anos, por doping.Em comunicado, o TAS informa que vai anunciar "a decisão no processo de arbitragem entre Maria Sharapova e a Federação Internacional de Ténis [ITF] durante a primeira semana de Outubro de 2016".

Uma primeira decisão estava inicialmente agendada para 18 de Julho, mas o TAS adiou o veredicto para 19 de Setembro, data que volta a ser agora alterada "para que as partes entreguem novos elementos".Sharapova foi suspensa por dois anos pela ITF, a 8 de Junho, por  acusar no último Open da Austrália meldonium, que passou a integrar a lista de substâncias dopantes, desde 1 de Janeiro.

A tenista, medalha de prata nos Jogos Olímpicos Londres'2012, foi impedida de disputar o Rio'2016, como todo o atletismo russo, na sequência de uma investigação que revelou a existência de um sistema generalizado de doping, com apoio estatal.A 7 de Março, Sharapova  anunciou em Los Angeles, Estados Unidos, que tinha acusado meldonium, substância de um medicamento que costumava utilizar há algum tempo, admitiu desconhecimento de ser proibido em Janeiro.

A ITF colocou o medicamento na lista de substâncias proibidas, no dia 1 de Janeiro de 2016. Em Junho, na iminência dos Jogos Olímpicos do Rio, a tenista russa apelou ao CAS para representar o seu país na prova que decorreu no Brasil, alegou “não ter tido a intenção de violar as regras”. Contudo, o seu pedido foi negado.Ex-número um do mundo e detentora de cinco títulos de Grand Slam, Sharapova entrou numa queda descendente no ranking da WTA,  hoje, é a 93ª colocada. A Russa já conquistou os quatro Majors, venceu as Roland Garros (2012 e 2014), Open dos EUA (2006), Open da Austrália (2008) e Wimbledon (2004).