Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tribunal Arbitral reduz suspensão

07 de Novembro, 2013

Trabalhei toda a minha vida por esses sonhos e, numa tarde, estes foram-me roubados por um médico que não me conhecia», lamentou.

Fotografia: AFP

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) reduziu a pena imposta pela Federação Internacional de Ténis (ITF) ao sérvio Viktor Troicki, de 18 para 12 meses.
Troiki não entregou uma amostra de sangue que foi requerida na sua participação no Masters 1000 de Monte Carlo e a ITF considerou   que o tenista tinha uma violação das normas antidopagem. A 15 de Abril, Troicki, de 27 anos, foi advertido de que tinha sido seleccionado para entregar uma amostra de urina e outra de sangue, algo que não cumpriu ao apresentar apenas a de urina, com o argumento de que se sentiu mal naquele dia.

O TAS determinou que a atitude do atleta não foi correcta e nem considerou válida a justificação dada pela falta da amostra de sangue. A sanção inicial terminava a 24 de Janeiro de 2015. Com a redução, Troicki pode voltar a jogar a 15 de Julho de 2014. Em comunicado, o sérvio confessou que «tinha esperança» de que o período «mais difícil» da sua carreira e da sua vida fosse terminar. «Agora, esta decisão põe fim ao meu sonho de ser um dos grandes, de chegar às finais dos torneios ATP e de enfrentar os melhores do Mundo. Trabalhei toda a minha vida por esses sonhos e, numa tarde, estes foram-me roubados por um médico que não me conhecia», lamentou.