Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tricolor pode aumentar modalidades

Juscelino da Silva - 19 de Fevereiro, 2018

Fotografia: Srgio Dias | EdiesNovembro

A direcção de Tomás Faria já esboça a gestão da piscina do Complexo Paz Flor. O clube tricolor pretende abrir uma escola de natação para beneficiar os moradores da área circunvizinha e potenciar os jovens atletas.
O empreendimento vai enriquecer o acervo infra-estrutural da natação angolana. Assim, se vai juntar a do Alvalade, Clube Náutico da Ilha de Luanda, 1º de Agosto e da Escola de Anunciação do Kilamba.
Pela dimensão do espaço, a piscina é da categoria olímpica à semelhança do Alvalade. Com a entrada em funções o país vai ganhar mais um empreendimento para provas internacionais.
TÉNIS
Depois de ter ensaiado com apoios a alguns atletas, o Petro de Luanda pode ter uma equipa de ténis. O courte do Paz Flor vai transformar-se numa escola e fonte de receitas para a agremiação. A direcção de Tomás Faria dispõe de estratégias para rentabilizar o espaço.

GINÁSTICA
Apesar de não se fazer presente nos últimos tempos nas provas oficiais, a equipa de ginástica do Petro de Luanda pode ganhar um espaço mais condigno. O ginásio apetrechado com equipamentos mais modernos do Complexo Paz Flor pode ter a gestão da equipa de Tomás Faria. Os atletas e a equipa técnica já batem as palmas de contente. O Petro de Luanda tem uma das melhores equipas de ginástica do país.
No mesmo espaço está também um restaurante. Equipado com os meios modernos, o empreendimento pode estar ao serviço do clube tricolor e aumentar as fontes de receitas.
O Petro de Luanda foi fundado a 14 de Janeiro de 1980. Movimenta as modalidades de futebol, basquetebol (masculino), andebol, ginástica, canoagem, hóquei em patins e pode incluir, basquetebol feminino, ténis e natação.