Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Tubaro candidato a presidncia da Associao

Francisco Carvalho - 16 de Março, 2019

MI Erikson Soares apontado como forte concorrente

Fotografia: Eduardo Pedro | EDIES NOVEMBRO

Em água pouca profunda, a cauda denuncia a fúria do tubarão. Em busca da presa, os zig-zag, numa ginga vaidosa, pintam a agitada orla marítima. O olhar de curiosos e de especialistas alerta o perigo à vista. Há tubarão na água. Os mais tímidos fogem da praia, enquanto os bons marinheiros mergulham em busca de um confronto com regras próprias. Os aplausos pela coragem vêm de vários cantos. Homens e mulheres esperam pelo fim da encenação.
Esse é o ambiente da Associação Provincial de Xadrez de Luanda.
 Cansado de testemunhar a letargia, o Mestre Internacional Erikson Soares \"Tubarão\" vai atacar o cadeirão máximo da instituição para devolver a mística perdida durante o mandato de Shaily Daniel Capindissa.O patrão da Academia de Xadrez \"Os Tubarõeszinhos\", MI Erikson Soares, está rodeado de outras feras que ambicionam o mesmo lugar.
Trata-se do Mestre Fide (MF) Manuel Alberto, Abraão Reis, Domingos Mateus e Domingos Ferraz.Pela qualidade dos \"potenciais contendores\", a festa de eleição do novo presidente de direcção da Associação Provincial de Luanda de Xadrez vai agitar os tabuleiros. Domingos Ferraz regressa para um convívio que bem conhece.
Os projectos deixados no mandato (2012-2016) devem ser concluídos. A derrota sofrida na eleição para o mandato de 2016-2020 serve de justificação para os clubes \"opostos\" reverem as suas análises e apreciação de programas eleitorais.A linha de regresso de Domingos Ferraz ao cadeirão não está livre.
 O Tubarão ataca com todas as dentadas.
O prestígio conquistado em diferentes instituições desportivas coloca-o na \"pole position\" de preferências. O seu projecto de massificação desportiva é a bandeira de campanha para convencer os filiados da Associação. As marcas deixadas no Interclube, 1º de Agosto e Progresso Sambizanga, só para citar esses, podem servir de impulso ao cadeirão.

Sucessores de Shaily
 preparam candidaturas

A renúncia do cargo de presidente de direcção da Associação Provincial de Xadrez de Luanda, apresentado por Shaily Daniel Capindissa, abriu as portas a cinco potenciais candidatos, quando faltam um ano e meio para o fim do actual ciclo olímpico. A corrida pelo cadeirão agitam os bastidores. Os departamentos de xadrez de diferentes clubes inscritos na instituição vivem grandes emoções.
 As escolhas de candidatos e as preferências divergem-se entre os gestores e os subordinados.Com a expectativa em alta, os clubes esperam pelo pronunciamento oficial que vai legitimar o fim da relação jurídica de Shaily Daniel Capindissa com a Associação Provincial de Xadrez de Luanda. As condições de realização da Assembleia Geral extraordinária para abordar o pedido de renúncia de cargo estão a ser tratadas, segundo Pompílio André, coordenador geral da instituição, indicado pelo presidente demissionário.
O dirigente assegurou que o conclave vai também abordar \"o estado actual da Associação, análise do estatuto e de regulamentos da Associação, eleições gerais ou intercalares\". Os associados pretendem aprovar os relatórios de actividades e de contas de 2018-2019, antes de deliberar sobre o pedido de renúncia de Shaile Capindissa.
Assim, o gestor deve apresentar os documentos antes de se definir a data de realização do evento magno.Em declarações ao Jornal dos Desportos, Pompílio André disse que as Escolas de Viana e Macovi, Mendonça Sport Clube e Polivalentes pretendem que a coordenação apresente um calendário de competições de 2019-2020 antes da abordagem dos problemas que afectam a instituição.
Pompílio André defende que \"a APXL deve continuar a  trabalhar para tornar exequível as competências que lhe são acometidas como instituição pública: trabalhar com a massa associativa, instituições de apoio e parceiros no sentido de promover, massificar e desenvolver o xadrez em todas as esferas sociais da província\".
Assim sendo, Pompílio André revelou que alguns xadrezistas no activo e dirigentes já manifestaram junto da Associação o interesse de se candidatarem ao cargo de presidente de direcção. Enquanto não se realizar a Assembleia Geral para deliberar sobre o pedido de renúncia, \"o actual presidente continua no exercício das suas funções, porque o Estatuto lhe protege\".Entre os potenciais candidatos, Pompílio André citou cinco interessados: o Mestre Internacional Erikson Soares \"Tubarão\", Abraão Reis (ex-secretário geral da Federação Angolana de Xadrez), Mestre Fide Manuel Alberto, o jornalista Domingos Mateus e Domingos Ferraz (ex-presidente da Associação e candidato derrotado nas eleições de 2016).

EFEMÉRIDE
Macovi homenageia Mestre Fide João Francisco
A Escola Macovi Sport Clube vai homenagear amanhã, a partir das 10h00, a Escola de Xadrez João Francisco e o seu patrono no Centro Recreativo Embondeiro, à ex-Feira Popular. O acto está inserido nas celebrações de mais um aniversário da constituição do clube do Mestre Fide João Francisco assinalado a 13 do corrente.
O clube de Marceliano Correia Victor estende a solidariedade às instituições desportivas que professam a mesma doutrina: a formação de jovens xadrezistas. É assim que as crianças e adolescentes até a classe de Sub-20 vão competir numa simultânea, torneio que vai contar com alguns nomes sonantes do desporto-ciência nacional.
Fontes da organização informaram que a escolha da data e o local de realização do evento, que perdura até às 16h00, deve-se à disponibilidade dos actores directores. A maioria dos atletas estão acometidos com as actividades escolares até sábado. Mais de uma centena de xadrezistas de escalão etários de formação estão convidados para o evento.