Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

UCI nega favorecimento a Chris Froome

17 de Junho, 2014

Autorização da UCI iliba Chris Froome da acusação de doping

Fotografia: AFP

A União Ciclista Internacional (UCI) negou ontem ter favorecido o britânico Chris Froome, quando o autorizou a tratar-se com um corticoide durante a Volta à Romandia, prova que o corredor da Sky ganhou no início de Maio. Em comunicado, o organismo garantiu que a autorização para a utilização da terapêutica foi dada a 29 de Abril, "em conformidade com os regulamentos da UCI e as directivas da AMA (Agência Mundial Antidopagem)".

Essa autorização "para utilização oral de glucocorticoides", "na base de antecedentes médicos detalhados do corredor", vencedor da Volta a França de 2013, e "por um período limitado", acrescenta a UCI. "O procedimento é totalmente transparente porque é política da UCI registar sistematicamente todas as AUT [Autorizações de Utilização Terapêutica].

A AMA foi informada ao longo de todo o processo", disse o organismo, que acrescentou que "qualquer corredor com os mesmos sintomas de Christopher Froome recebeu um AUT similar". A UCI foi acusada pelo "Journal du Dimanche" de ter ajudado Froome ao permitir que utilizasse por via oral uma dose elevada de prednisolona (40 mg por dia).

Indurain termina
prova em Granfondo


 Miguel Indurain, aos 49 anos, mostrou que ainda se encontra em muito boa forma. O antigo ciclista espanhol, pentacampeão da Volta a França, terminou o Gerês Granfondo em 88º lugar, cortou  a meta com apenas meia hora de atraso para o vencedor, José Rodrigues. A segunda edição da prova coloca ciclistas amadores a correr lado a lado com nomes sonantes da modalidade, foi um sucesso de adesão.

Os 1.550 participantes dividiram-se em dois percursos, o Mediofondo (105 km) e o Grandfondo (158 km), aproveitaram para desfrutar das idílicas paisagens que a região oferece, outra das vertentes do evento organizado por Manuel Zeferino. A prova contou com outras vedetas da modalidade, como Venceslau Fernandes (135º) e Joaquim Andrade (221º). “É bom ver ciclistas amadores partilhar a estrada com grandes nomes. A organização está de parabéns”, sublinhou Vítor Gamito, no final da prova.

VOLTA A FRANÇA
Boonen renuncia

O belga Tom Boonen vai falhar a edição de 2014 da Volta  França, a decorrer de 5 a 27 de Julho, por ter outras prioridades para este ano, referiram ontem vários jornais belgas.  Tom Boonen, de 33 anos, ex-campeão do Mundo de estrada, presentemente a participar na Volta à Suíça, competiu pela última vez na Volta à França em 2011.

"A minha equipa não necessita de mim para o Tour (Volta a França)", justificou Tom Boonen, referindo-se à Omega Pharma - QuikStep, que possui outros "sprinters" como Mark Cavendish. Boonen acrescenta ainda que gostava de participar na Volta a França, que principia na cidade inglesa de Leeds, a 5 de Julho, mas tem consciência de que se o fizesse ia perder o resto da época. O "sprinter" belga conta na presente temporada com cinco triunfos, duas em etapas na Volta ao Qatar, duas na Volta a Bélgica e outra na "clássica Kuurne-Bruxelas-Kuurne. A sua última vitória numa etapa do Tour ocorreu em 2007.

Português Rui Costa
entre os dez primeiros


O português Rui Costa (Lampre-Merida) terminou ontem a terceira etapa da Volta à Suíça em bicicleta no sétimo lugar, com o mesmo tempo do vencedor, o eslovaco Peter Sagan (Cannondale). Na disputa ao sprint pela vitória, Sagan impôs-se ao suíço Michael Albasini (Orica-GreenEdge) e ao colombiano Sergio Luis Henao (Sky), que, tal como Rui Costa, vencedor da prova em 2012 e 2013, concluíram os 202,9 quilómetros da viagem entre Sarnen e Heiden em 5h22min09s. André Cardoso (Garmin-Sharp) foi o 45º a cortar a meta, 43s depois do grupo dos primeiros, um pouco antes de Nelson Oliveira (Lampre-Merida), 69º, a 1min29.