Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ucrnia deixa cair organizao

21 de Março, 2014

A Ucnia ps de lado a organizao do Eurobasket do prximo ano mas j h pases perfilados para sediarem a competio

Fotografia: AFP

A Ucrânia renunciou à organização do Campeonato da Europa de Basquetebol de 2015, devido à situação de instabilidade política no país, anunciou o responsável pelo comité organizador da competição.

"Eu não consigo imaginar a preparação de um Campeonato da Europa com estas difíceis condições políticas e económicas", afirmou Markian Lubkivsky, citado por órgãos de comunicação social ucranianos.

Apesar desta renúncia, o mesmo responsável mostrou-se confiante na possibilidade de a competição ser disputada em solo ucraniano em 2017.

"Isso era justo e honesto, tendo em conta que já foi feito uma grande parte do trabalho, com a construção dos pavilhões (…) e estas obras não se podem perder. A organização de uma competição destas é um projecto de grande escala que requer uma organização e um conjunto de decisões importantes. Este tipo de projectos requerem anos de preparação e de esforços conjuntos de milhares de pessoas para terem sucesso”, frisou Markian Lubkivsky.

O presidente da federação francesa da modalidade, Jean-Pierre Siutat, manifestou a disponibilidade da França para organizar o Eurobasket 2015.

Outros países também já revelaram o seu interesse em organizar a prova,  como a Polónia, e os países bálticos Lituânia, a Estónia e  Letónia.

A Rússia anexou na terça-feira a república autónoma ucraniana da Crimeia, de maioria russa, na sequência das tensões com a Ucrânia após a destituição em Fevereiro do presidente ucraniano Viktor Ianukovich, considerado pró-russo, e da formação de um governo apoiado pela União Europeia e os Estados Unidos.

IDADES

Substituto de David Stern no cargo de comissário da National Basketball Association (NBA), Adam Silver abriu, em Fevereiro, um debate sobre a possível troca de 19 para 20 anos como idade mínima para jogar na competição norte-americana.  Mas, apesar de a questão ainda estar em discussão, o treinador do Los Angeles Clippers, Doc Rivers, já veio a terreiro e não poupou criticas à sugestão de alteração.

"Eu vejo isso do ponto de vista filosófico. Esses jovens atletas deviam ter o direito de ganhar a sua vida. Há autorização para ir lutar na Guerra do Iraque aos 18 anos, mas não para jogar na liga. Isso parece um pouco estúpido", afirmou o técnico, que foi atleta profissional entre 1983 e 1996.

Desde 2005, em decisão que passou pelo sindicato de jogadores, os atletas devem ter pelo menos 19 anos e com o ensino médio completo um ano antes para ingressar na NBA. Entretanto, Adam Silver planeia alterar a idade mínima para 20 anos, fazendo com que os jogadores aprimorem os seus conhecimentos nas universidades.

"Na minha opinião, os jogadores têm a oportunidade de amadurecer profissionalmente e passando mais tempo na universidade. Com isso, a incorporação na liga seria melhor no futuro. E, pelo o que tenho escutado, isso é uma crença geral", disse o comissário em Fevereiro.