Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Uma carreira de sucesso no Interclube

Gaud?ncio Hamelay, no Lubango - 19 de Janeiro, 2017

Jovem ofereceu dezenas de títulos à equipa da Polícia Nacional

Fotografia: Jornal dos Desportos

É com dever de "missão cumprida", que Manuel António deixa as cores do Interclube, depois de 12 anos de "muitas glórias". O meio fundista     deixa a galeria de troféus da equipa da Polícia Nacional com 20 medalhas de ouro. O pecúlio foi acumulado desde 2006.

Não sendo fundista de gema, Manuel António classificou-se em quarto lugar da São Silvestre de Luanda de 2008, uma competição disputada por estrangeiros e nacionais. Foi uma época "muito gloriosa" por cumprir a solicitação do Interclube.

A par das competições de estradas, o especialista tem outras participações com êxitos nas provas de corta-matos de foro nacional e internacional. Os torneios da zona V têm as suas impressões digitais.  No Brasil, participou de torneios Ibero-Americano, Universitários e Regionais durante os anos que beneficiou da bolsa cedida pela Solidariedade Olímpica. As boas condições ajudaram-lhe a melhorar as marcas de 1min53s para 1min49s.

Em 2013, participou do campeonato do mundo em Moscovo, na Rússia, e estabeleceu o registo de 1min50s42 na prova de 1500 metros.
Manuel António é campeão nacional nas especialidades de 800m, 1500m e estafeta 4x400m há nove anos com as marcas feitas em Angola. Nos 800m, conserva a marca 1min52s40; nos 1500m tem 3min52s60. Ostenta o Mestrado em Educação Física.

“No Brasil, melhorei bastante a minha qualidade técnica, as marcas e performances. Agradeço a todos que me apoiaram numa altura que mais precisava. Por isso, só me resta agarrar ao máximo o novo contrato e representar condignamente o 1º de Agosto”, prometeu Manuel António.