Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

nica mulher na Frmula 3 pronta a vencer homens

17 de Novembro, 2014

Tatiana Calderón é a única mulher a competir em Fórmula 3, nesta edição do Grande Prémio de Macau e a primeira desde 1983, uma participação que considera essencial para chegar à Fórmula 1 e para provar a sua competitividade num desporto dominado por homens.
Aos 21 anos, a colombiana conquistou o 13º lugar numa prova em que 21 participantes chegaram ao fim, marcada por um acidente aparatoso que lançou vários carros para fora da competição.

Para a jovem piloto, a participação no Grande Prémio de Macau é um grande passo para a sua carreira. “É a pista mais difícil onde já corri, temos de ser muito precisos, há pessoas com muita experiência”, apontou, em entrevista à agência “Lusa”. Tatiana Calderón disse acreditar que a sua prestação em Macau pode vir a traduzir-se numa projecção que a leve à Fórmula 1, o seu grande sonho.

“Todos os que ganharam aqui conseguiram subir e correr para a Fórmula 1. É muito importante para mim sair-me bem,  mostrar que estou pronta a competir e que posso vencer os homens”, disse. A paixão da colombiana por carros começou aos nove anos, quando o pai levou-a a uma pista de kart. “Adorei [a experiência]. Começámos a ir todos os fins de semana, depois todos os dias após as aulas, até que o meu pai comprou-me  um kart e comecei a competir profissionalmente na Colômbia”, contou.