Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

US Open aumenta prémios

18 de Julho, 2015

Tenista americana actual campeã do US Open ambiciona revalidação do título de forma a aumentar os troféus conquistados

Fotografia: AFP

A federação norte - americana de ténis (USTA) divulgou, ontem, o aumento de prémios  da próxima edição do Slam nova-iorquino, para 42,3 milhões de dólares. Os campeões em simples podem chegar a receber mais de 3,3 milhões.

O aumento representa 10,5 por cento, acima dos prémios em 2014, que foi de 40 milhões de dólares, números muito acima da inflação oficial dos Estados Unidos. A USTA diz-se orgulhosa, por nos últimos três anos ter aumentado  o prémio geral do torneio em 67 por cento, aumentou, sistematicamente, o prémio das duas primeiras jornadas, por exigência dos próprios atletas.

Para se ter uma ideia, em 2014, Serena Williams facturou após a final do US Open, quatro  milhões de dólares, sendo três milhões do prémio pela conquista do torneio e mais um milhão por ser a campeã da US Open Series, que inclui os WTA Premiere do Canadá e Cincinnati, a exemplo dos homens. Caso algum atleta alcance o feito, de ser campeão do slam nova-iorquino e da US Open Series, deve embolsar quase 4,5 milhões de dólares em prémios este ano.

Através do comunicado da USTA, a presidente da federação, Katrina Adams, voltou a dizer que continuam a trabalhar  duro, para chegar a meta de ter 50 mil dólares em prémios  mínimos  aos jogadores que disputarem ao menos a primeira jornada da competição até 2017. “Nós continuamos com o nosso compromisso, de garantir ao US Open, os maiores prémios de todos os desportos”, disse Adams,  através do comunicado.

Em números rápidos, além de aumentar em 10,5 por cento o prémio das chaves de simples, a USTA  vai aumentar  também os prémios das chaves de duplas (homens, mulheres e mistos) em 8,4 por cento também em relação a 2014 e o prémio das qualificativas em 12 por cento, eleva -o a 1,7 milhões de dólares.

DEL POTRO  COMEÇA
REABILITAÇÃO

Campeão do US Open de 2009, Juan Martin Del Potro, vai cumprir o mesmo papel que fez com o Brasil em Março. Na quarta-feira, ele juntou-se à equipa da Argentina em Tecnópolis, perto de Buenos Aires, para uma visita à equipa e vai estar entre os adeptos contra a Sérvia.

O ex-top 4, ainda está com a protecção de gesso no punho esquerdo, após a terceira cirurgia realizada no mesmo local, em Maio, só vai retirá-la para o fim do mês ou começo de Agosto. Ainda, não há data prevista, para o regresso às quadras, tampouco aos torneios.

A Argentina defronta a Sérvia, desta vez, numa quadra de saibro montada em um dos pavilhões do Centro de Exposições de Ciência argentino. Novak Djokovic desfalca a equipa.