Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

US Open promete disputa

23 de Agosto, 2014

Novak Djokovic e Roger Federer são sem dúvida o polo de maior atracção do torneio que arranca segunda-feira

Fotografia: AFP

Com a ausência de Rafael Nadal, os dois primeiros cabeças de série do Open do Estados Unidos serão Novak Djokovic (1º) e Roger Federer (3º e cabeça de série) que  quinta-feira vão conhecer  os seus adversários.

O sérvio, melhor do mundo, enfrenta o argentino Diego Schwartzman, atcual número 80 no ranking da ATP. Djokovic já conquistou um título nos Estados Unidos, em 2011,  encara o Schwartzman pela primeira vez na carreira.

Já Federer vai enfrentar o australiano Marinko Matosevic (77º). O suíço entra no torneio em busca do seu sexto título, já que foi penta entre 2004 e 2008. Os dois jogaram apenas uma vez e este ano, quando Federer venceu por 2- 0, com um duplo 6-1, no ATP de Brisbane.

Cabeça de série número três, o suíço Stan Wawrinka (4º), estreia contra o tcheco Jiri Vesely (76º), enquanto o número quatro, David Ferrer (5º), joga contra o bósnio Damir Dzumhur (120º).

O brasileiro Thomaz Bellucci vai ser o único representante do país no US Open, torneio no qual vai estrear-se contra o veterano francês Nicolas Mahut, enquanto o sérvio Novak Djokovic  vai medir forças com o argentino Diego Sebastián Schwartzman e o suíço Roger Federer vai enfrentar  o australiano Marinko Matosevic.

Já o tenista espanhol Rafael Nadal, número dois do mundo, anunciou no começo da semana a desistência do torneio por conta de um lesão no punho direito sofrida em 30 de Julho durante um treino.

Após o sorteio, o tenista número um do mundo, Novak Djokovic, se as previsões forem cumpridas, deve defrontar o britânico Andy Murray já nos quartos- de- final. Enquanto isso, Roger Federer, ainda de acordo com as previsões, deve cruzar o caminho do búlgaro Grigor Dimitrov também nos quartos- de- final.

Thomaz Bellucci, único atleta do Brasil no torneio e hoje número 92 do ranking da ATP, vai  iniciar a sua caminhada perante um rival inédito, o francês Nicolas Mahut, número 104 do mundo. Caso vença o rival francês, Bellucci pode  encarar uma grande pedreira na segunda ronda: o suíço Stanislas Wawrinka, actual campeão do Open da Austrália.

Já do lado feminino, a americana Serena Williams, líder do ranking da WTA e actual campeã, estreia-se  diante da compatriota Taylor Townsend, enquanto a segunda cabeça-de-série do torneio, a romena Simona Halep, denfronta na sua estreia a americana Danielle Collins.

A russa Maria Sharapova, que no ano passado não participou do torneio por causa de uma lesão, defronta a sua compatriota Maria Kirilenko.



US OPEN
McEnrose atribui favoritismo a Novak Dokovic


O lendário John McEnroe, tetracampeão do Open dos Estados Unidos entre 1979 e 1984  elegeu os seus favoritos para o Grand Slam norte-americano deste ano, que se inicia na próxima segunda-feira.

O ex-tenista acredita que Novak Djokovic, actual líder do ranking da ATP tem as maiores possibilidades de sair de Nova Iorque com mais um título.

“Acho que Novak teve um desempenho incrível em Wimbledon e parece-me  que ele estava à espera do US Open. Por isso, acredito que os  resultados obtidos ao longo do verão não têm muita importância. Para mim, ele ainda é o favorito”, apostou McEnroe, em entrevista ao The Guardian.

Após vencer o torneio de Wimbledon em Junho, o sérvio acumulou resultados abaixo da média. No Masters de Toronto, Djokovic foi superado por Tsonga nos quartos-de- final. Já em Cincinnati, foi eliminado por Robredo ainda nos “quartos”. Vencedor de nove Grand Slams, o número um do mundo possui apenas um título do US Open, ganho em 2011.

Apesar de ressaltar o favoritismo de Djokovic, McEnroe citou outros tenistas que na sua análise têm boas hipóteses de conquistar a edição 2014 do tradicional torneio norte-americano, que não vai contar com a participação do número dois do ranking, o lesionado Rafael Nadal.

“Roger (Federer) parece óptimo. Ele pareceu o melhor entre os que estão no topo neste verão. Ainda há vários outros que podem romper as expectativas e colocar o seu nome entre os melhores. Os mais óbvios são Dimitrov e Raonic. Mas Djokovic ainda é o favorito”, lançou o palpite.