Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Usain Bolt quer preservar recordes

18 de Janeiro, 2016

Usain Bolt quer preservar recordes

Fotografia: AFP

O escândalo do doping que recentemente abalou o atletismo mundial deixou Usain Bolt "chocado", mas o velocista jamaicano, uma das principais figuras da modalidade, mostrou-se contra a hipótese levantada pela Federação britânica, que propôs que todos os recordes mundiais fossem apagados, como forma de voltar a credibilizar o atletismo.

Um relatório da Agência Mundial Antidopagem, recentemente tornado público, dava conta de que o presidente da Federação Internacional (IAAF), Lamine Diack, teria encoberto redes de doping organizado, teria chantageado atletas perante a passividade dos outros dirigentes da IAAF, entre outros crimes.Fiquei chocado. É decepcionante enquanto atleta que pretende ajudar a limpar o desporto perceber que as instâncias superiores estão corrompidas", frisou o recordista mundial dos 100 e 200 m. Já a possibilidade de os recordes serem ‘varridos’, com vista a dar início a uma nova era, Usain Bolt discorda. "Isso seria inútil! O que está feito, está feito! Agora, temos de seguir em frente. Não serve de nada ficarmos a olhar para o passado. Temos é de tentar construir um novo futuro", disse.