Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Valentim apura as causas

Rosa Panzo - 05 de Agosto, 2013

Valentim Domingos (à esquerda) está de malas aviadas para a cidade do Lubango para trabalhar com a Associação local

Fotografia: Jornal dos Desportos

O decréscimo dos níveis competitivos das equipas da Huíla e a fraca massificação preocupam a direcção da Federação Angolana de Voleibol, liderada por Valentim Domingos. Para constatar a realidade no local, o presidente da FAVB viaja na próxima quarta-feira para a cidade do Lubango. Em declarações ao Jornal dos Desportos, Valentim Domingos disse que o elenco do FAVB realiza visitas de trabalho em todas as províncias onde podem existir condições para o desenvolvimento do voleibol.

“O motivo da nossa visita de trabalho à Huíla não difere das que efectuámos a outras províncias, pois o nosso grande objectivo é resgatar a prática do voleibol em todas as regiões onde se praticava há dez anos e hoje desapareceram”, justificou.O dirigente desportivo salientou que a FAVB está preocupada com a ausência da modalidade em todas as províncias que apresentavam bons níveis competitivos nos anos 80 e 90 do século XX.

Para o resgate do voleibol nas províncias que forneceram grandes nomes que algum dia fizeram história, Valentim Domingos apontou que a estratégia passa por mobilização de jovens e de adolescentes à prática da modalidade.“Se a juventude estiver mobilizada é motivo suficiente para arregaçar as mangas e começar a trabalhar”, argumentou.

Em Março do ano em curso, Valentim Domingos visitou a província de Benguela, onde foi criada uma Comissão dinamizadora, com o objectivo de constituir a Associação Provincial de Voleibol. Em Malange, onde esteve recentemente, o dirigente mostrou-se preocupado com o desaparecimento do voleibol há mais de 15 anos.O presidente da FAVB informou que a finalidade da visita é consolidar a zona centro do país, que pratica o voleibol, “uma vez que a província do Huambo, Bié, Kwanza-Sul e Benguela se encontram no activo”.