Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Valentino Rossi acredita na vitria

25 de Outubro, 2018

Valentino Rossi segue para a Austrlia esperando um fim-de-semana positivo.

Fotografia: AFP

A Yamaha não vive um grande momento, mas Valentino Rossi segue para a Austrália esperando um fim-de-semana positivo. Segundo colocado em Phillip Island no ano passado, o número 46 espera voltar à luta pelo pódio.
Rossi, no entanto, sabe que o traçado de Victoria tem as suas particularidades e também espera a colaboração do clima. A previsão do tempo, porém, não é das mais animadoras, já que a expectativa é de chuva na sexta-feira e dias nublados no restante do fim de semana, com a temperatura variando entre 9 e 17°C.
“Eu gosto do GP da Austrália, fico sempre feliz em vir para cá”, disse Rossi. “Eu gosto do lugar e também do circuito de Phillip Island”, frisou.
“Fizemos uma boa corrida aqui no ano passado, cheguei em segundo e Maverick em terceiro”, recordou. “Vamos tentar fazer uma corrida positiva também neste ano, mas o GP da Austrália é um pouco particular. A pista é diferente de qualquer outro circuito, e, acima de tudo, temos de esperar para ver quais serão as condições climáticas. Como sempre, vamos dar o nosso melhor”, completou.
Entretanto, a grelha da temporada inaugural da Copa do Mundo de MotoE segue tomando forma. Ontem, a Ángel Nieto anunciou a contratação de María Herrera. Depois de um ano de ausência, a espanhola retorna ao paddock do Mundial de Motovelocidade, para formar par com Nico Terol.
Além da Ángel Nieto, a Copa do Mundo de MotoE contará com as outras seis equipas satélites da MotoGP ― Tech3, LCR, Marc VDS, Pramac, Avintia e Gresini ―, além de algumas equipes de Moto2 e Moto3 ― Pons, IntactGP, Ajo e SIC58 Squadra Corse. A VR46 de Valentino Rossi chegou a ser cotada para o campeonato, mas optou por não participar.
Até agora, apenas outros cinco pilotos foram confirmados para a temporada inaugural da MotoE: Jesko Raffin vai correr pela Gresini, Terol pela Ángel Nieto, Matteo Ferrari pela Gresini, e Eric Granado e Xavier Siméon pela Avintia.
“Estou realmente feliz por ter assinado com a Ángel Nieto para a Copa do Mundo de MotoE, acho que formamos uma boa equipa”, disse María. “Já estou ansiosa para começar a trabalhar em Novembro no primeiro teste, que será a minha primeira vez na moto”, seguiu.
“Estou muito feliz, porque esta temporada já andei na 600 em um bom nível, mesmo que saiba que a mudança para a MotoE será um novo desafio, e vou continuar a treinar do mesmo jeito”, afirmou. “Me falaram algumas coisas sobre a moto, que acho que será muito diferente da que já pilotei antes, mas será só o caso de se ajustar. Só preciso conhecer os mecânicos, porque a equipa eu já conheço do ano passado”, lembrou.