Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Valentino Rossi descreve duelo incrível com o espanhol

22 de Abril, 2015

Apesar dos seus 35 anos de idade o piloto italiano Valentino Rossi continua a brilhar nas mais diferentes pistas

Fotografia: AFP

O fim da corrida em Termas de Río Hondo foi espectacular, com o lendário Valentino Rossi a lutar pela vitória, lado a lado com o actual bicampeão da MotoGP, Marc Márquez. Levou a melhor o italiano, que fez a festa com os apoiantes argentinos e ainda vestiu a camisa de Diego Maradona
Valentino Rossi foi um dos grandes nomes, do fim de semana, no desporto. Na disputa do GP da Argentina, no domingo (19), em Termas de Río Hondo, o nove vezes campeão mundial chegou de forma incrível à 71ª vitória na MotoGP, ao vencer o duelo espectacular com o actual bicampeão Marc Márquez no fim da corrida. Depois de perseguir o espanhol durante 22 voltas, o maior e o mais jovem campeão da história lutaram lado a lado pela vitória na Argentina.

Entre toques inerentes a uma disputa tão agressiva, porém leal, Márquez cometeu um erro e foi ao chão, enquanto Rossi levou à melhor e pôs em delírio a claque argentina, que aplaudia mais um triunfo histórico do piloto da Yamaha.

Logo depois da corrida em Termas de Río Hondo, Valentino procurou descrever o quão foi intensa a corrida na Argentina, e apenas lamentou por Márquez ter caído antes do fim da corrida. Ainda sobre o piloto da Honda, Rossi destacou o seu comportamento durante a disputa. “Com ele é tudo ou nada”.

“Quando vi Márquez a largar com os pneus vermelhos (duros), sabia que ele ia tentar acelerar forte desde o começo. Fiz uma grande largada, mas na primeira curva o Iannone  colocou-me para fora. Passo a passo, consegui reagir, escalar o pelotão e quando cheguei a ficar em segundo, Marc tinha pouco mais de 4s de liderança.

Eu  aproximei-me  dele volta após volta e pude vê-lo de longe, depois começou a ficar mais e mais perto, isso foi maravilhoso”, contou Rossi durante a entrevista logo depois do fim da prova. Eu ultrapassei-o na travagem, mas Márquez é um piloto que é tudo ou nada. Ele  tocou-me na curva, então ele encostou novamente e eu estava a acelerar, acho que ele cometeu um erro e bateu. É uma pena porque estávamos a ter uma grande batalha na última volta”, comentou. Com o triunfo na Argentina, Rossi chegou à segunda vitória em 2015 e agora ocupa a liderança da temporada 2015 da MotoGP com 66 pontos, contra 60 de Andrea Dovizioso, que está a ser um dos bons nomes do campeonato com a Ducati. Márquez ocupa apenas a quinta colocação, com 30 pontos a menos que Valentino. O lendário piloto italiano acredita que pode conquistar mais um título mundial. “Em três corridas, demonstramos que podemos ser competitivos em qualquer lugar e lutar pelo título”, finalizou Rossi.