Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Valtteri Botas quer ser campeão

07 de Fevereiro, 2015

O piloto finlandês deixou em aberto a possibilidade de deixar a escuderia Williams no final da época

Fotografia: AFP

O finlandês Valtteri Bottas terminou a época de 2014 da Fórmula 1 em alta. Com seis pódios no ano e a quarta posição no Mundial, o piloto da Williams passou a ser visto como um potencial campeão da categoria.

Em entrevista ao site oficial da F1, o próprio Bottas admite ter o título como alvo. “É meu objectivo ser campeão um dia. Quanto mais cedo, melhor”, disse.

O finlandês está a ser elogiado na Williams pelo seu foco em resultados. O director técnico da equipa, Pat Symonds, afirma que Bottas tem o desejo de  tornar-se  campeão e não se permite desviar da meta.

“São palavras muito encorajadoras da parte dele. Esta é  a minha meta e  farei tudo para que ela se realize um dia. O que acho que ajuda neste trajecto é trabalhar duro, mas também ser honesto e permanecer humilde”, afirma o finlandês, que vê a Williams capaz de se aproximar ainda mais das vitórias.

“No ano passado, tivemos um orçamento menor que a equipas que enfrentamos e pudemos brigar por vitórias. Agora, estamos numa situação melhor, então o meu palpite é que podemos estar mais próximos. Temos apenas de gastar o nosso orçamento de maneira sábia e tenho a certeza de que este é o caso”, completou.

O que talvez complique os planos a curto prazo é o mercado de pilotos. A Williams já adiantou que se tudo correr conforme planeado, pretende disputar por títulos em 2016 com Valtteri Bottas. Mas a Ferrari ia estar de olho no finlandês, cotado para substituir o compatriota depois de 2015.
Bottas, porém, desconversa. “Eu não sei se há (interesse da Ferrari). Talvez seja uma pergunta para o meu agente”, afirma. “Eu não sei nada sobre o contrato de Kimi. Tudo que sei é que quero o carro mais rápido à disposição. É tudo que posso dizer.”

Entretanto, o finlandês Valtteri Bottas, em entrevista ao site oficial da F1 nesta semana, deixou em aberto a possibilidade de deixar a equipa Williams no final da época 2015. O piloto, ao que tudo indica, acredita que tem chances de obter uma vaga numa das actuais equipas de ponta no campeonato de 2016.

Os rumores pelo paddock da categoria máxima, desde o final do ano passado, sugerem que as equipas McLaren e Mercedes têm interesses na habilidade de Bottas. E as duas equipas podem ter cockpits vagos no próximo ano. Até a equipa Ferrari era uma das possibilidades do jovem piloto.
“Quero o carro mais rápido disponível em 2016. Não sei se há interesse da Ferrari. Talvez seja uma questão para meu empresário trabalhar”, disse Valtteri.

Sobre a actual época, o nórdico acredita que era possível melhorar. “Se conseguirmos começar ao nível que terminamos o ano passado, era muito bom. Ficava contente em lutar por pódios no início da época e mais tarde, por vitórias”, declarou o piloto.


Decisão
Caterham em  leilão

Os activos da Caterham, equipa de Fórmula 1, incluindo os monolugares que competiram na última época, vão ser postos à venda em leilão a partir do mês de Março, anunciou quinta-feira a administração da equipa.

A escuderia anglo-malaia, que foi obrigada a desistir a época 2014 por problemas financeiros, está actualmente em processo de insolvência devido às dificuldades de tesouraria e a um conflito entre o seu ex-proprietário, o homem de negócios malaio Tony Fernandes e o investidor desconhecido que comprou a equipa em Junho do ano passado.

Os monolugares de 2014, a fábrica da equipa, os equipamentos de simulação de corridas e até material de escritório vão estar disponíveis em leilão a partir de Março e Abril na empresa londrina Wyles Hardy & Co.

Mesmo assim, de acordo com a administração, a Caterham mantém a esperança de poder arranjar um comprador à tempo de poder participar na época de 2015 de Fórmula 1.

Fundada  em 2010 com o nome Team Lotus, a escuderia mudou a sua nominação para Caterham F1 após ter sido adquirida pelo empresário Tony Fernandes. Em 2014, a equipa terminou o campeonato no último lugar sem qualquer ponto.