Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vantagem confortvel do actual lder do Mundial

18 de Abril, 2016

Kimi Raikkonen foi segundo classificado no Grande Prmio da China

Fotografia: AFP

O arranque sensacional de campeonato permite a Rosberg liderar o campeonato com 75 pontos, detendo agora uma confortável vantagem de 36 pontos para o segundo, o inglês Lewis Hamilton, seu companheiro de equipa e campeão do mundo em título, que ontem partiu do último lugar da grelha e conseguiu ainda terminar em sétimo.

Rosberg, que somou ainda a sexta vitória consecutiva, juntando os triunfos deste ano aos registados na três últimas provas da época passada, começa a ser já o grande candidato ao título, até porque se sagraram campeões do mundo todos os nove pilotos que antes de Rosberg venceram as três primeiras provas do mundial.

Apesar da vantagem na liderança do campeonato, Rosberg não facilita: "É muito cedo para tirar conclusões. O Lewis (Hamilton) não está muitos pontos atrás. 30 pontos não é muito, é uma corrida e um pouco, e ele nunca desiste."

Embora tenha terminado em segundo lugar, Vettel estava furioso com o russo Daniel Kvyat, terceiro, tendo o alemão acusado o piloto da Red Bull de ter efectuado um ataque "suicida" no arranque, que levou a que os dois Ferrari se tocassem, caindo Vettel na altura para a 15.ª posição.

"Parecias um torpedo", atirou Vettel a Kvyat quando se dirigiam para o pódio, enquanto o russo limitava-se a responder: "É corrida."A quarta prova do mundial, o Grande Prémio da Rússia, está agendado para 28 de Abril, no circuito de Sochi.