Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vencedores elogiam organizao

09 de Setembro, 2014

Helder Coelho Vuty foi o vencedor da classe M e comparou a corrida que a provncia do Huambo albergou s provas de nvel internacional em que tem participado

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os pilotos vencedores da primeira edição do Rali Baja 400, enquadrado nas festividades dos 102 anos de existência da cidade do Huambo, a comemorar-se no próximo dia 21, elogiaram, domingo, a forma como foi organizada a prova Em declarações à Angop, momentos depois de receberem os troféus, disseram que o rali foi bem organizado e disputado, comparando-o a eventos do género, mas de dimensão internacional. Sandro Dias, vencedor da classe TT, disse não ter sido fácil vencer, contudo, felicitou o esforço da organização ao permitir que os pilotos percorressem os 188,6 quilómetros de percurso sem constrangimentos.

Quem também elogiou a organização da prova foi Lito Maio, vencedor da classe E2, admitindo que em termos organizativos o Rali Baja 400 Huambo superou as suas expectativas.A classe Q04 foi ganha pelo piloto Ludy Chaves, que sublinhou o facto de a competição ter permitido testar as capacidades dos pilotos nacionais e proporcionar alegrias às populações das localidades onde os corredores passaram.

Hélder Coelho "Vuty", vencedor da classe M, comparou o Rali Baja 400 Huambo com provas de nível internacional, a julgar pela competitividade que dominou o percurso e o espírito de equipa entre os pilotos.A entrega dos troféus foi testemunhada pelo governador em exercício da província do Huambo, Kalunga Francisco Zage Quissanga, que, na ocasião, pediu aos empresários locais para unirem esforços para que provas do género voltem a ser realizadas na região.

A prova começou sábado na comuna de Calima, município do Huambo, e terminou domingo, na vila municipal de Cachiungo, passando por diversas aldeias dos municípios do Huambo e Chicala-Cholohanga.O porta-voz da comissão organizadora do evento, Pedro Cristina, disse à Angop que o rali registou a maior presença de pilotos em competições do género realizadas em Angola desde 1975.Competiram 44 corredores de motorizadas com duas e quatro rodas, jipes e carrinhas todo-o- terreno.