Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Venus Wiliams vence Open Wuhan

04 de Outubro, 2015

Atleta norte-americana levantou o segundo troféu do presente ano depois de ter conquistado o torneio de Auckland

Fotografia: AFP

A norte-americana Venus Williams, conquistou ontem o seu 47.º título, de simples na carreira. Na decisão do Torneio de Wuhan, na China, a veterana de 35 anos nem precisou de jogar uma partida inteira para bater a espanhola Garbiñe Muguruza e levantar mais um troféu, na sua vitoriosa trajectória.

Venus tinha vencido o primeiro set, por 6 a 3 e levava a melhor no segundo, por 3 - 0, quando Muguruza não aguentou as dores, por conta de uma entorce no tornozelo esquerdo, decidiu abandonar. "Bom, é um dia triste. Lamento muito por ter de abandonar, mas tive uma semana incrível em Wuhan", disse a espanhola.

Foi o segundo troféu levantado em 2015, por Venus, que já tinha sido campeã em Auckland, no início do ano. A conquista pode significar um avanço considerável para a norte-americana, que passa da 24.ª para 14.ª na próxima actualização do ranking da WTA.

Muguruza também vai subir, entra pela primeira vez entre as cinco melhores do mundo.

Entretanto, também ontem, o Torneio de Tashkent, no Usbequistão, conheceu a campeã. E foi uma surpresa. A japonesa Nao Hibino, número 117 do mundo, derrotou a croata Donna Vekic por 2 sets a 0, com duplo 6/2, e facturou o seu primeiro troféu na WTA, depois de ter estreado na chave principal de um torneio do circuito no mês passado.

Este foi apenas o terceiro torneio da WTA disputado por Hibino, que colocou as mãos na cabeça, em sinal de descrença, após a vitória. Para Vekic, 137.ª do ranking, tratou-se de mais um resultado decepcionante em meio a uma temporada bem abaixo do esperado.

KUALA LAMPUR
No torneio de Kuala Lampur, David Ferrer e Feliciano López, vão protagonizar uma final espanhola, após vencerem ontem nas meias-finais, o alemão Benjamin Becker e o australiano Nick Kyrgios, respectivamente. O primeiro a assegurar um lugar, no encontro decisivo, foi Feliciano López, 17.º do ranking mundial, frente a Kyrgios, 41.º, por 7-6 (2) e 7-6 (5), em 1:24 horas.

Já Ferrer, oitavo da hierarquia, necessitou de 2:05 horas para se impor a Becker, 74.º, por 3-6, 6-2 e 6-4. Este vai ser o 15.º embate entre Ferrer e López, num duelo favorável a Ferrer, que venceu os últimos cinco.