Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Venus Williams supera Serena em Montreal

11 de Agosto, 2014

Nos quartos, a mais provável adversária é a russa Maria Sharapova, que se estreia contra a francesa Alizé Cornet ou contra a norte-americana Madison Keys.

Fotografia: AFP

A mais esperada das duas meiasfinais do Premier de Montreal, o duelo das irmãs Serena e Venus Williams acabou com a vitória da mais velha, que depois de perder o primeiro set para a actual número 1 do mundo, conseguiu recuperar e triunfou com placar final de 6/7 (2-7), 6/2 e 6/3, após 2h01 de jogo.

Esta foi a 25ª vez que as duas Williams mediram forças no circuito e a vantagem é de Serena, que manteve as suas 14 vitórias e agora tem uma derrota a mais, chegando a 11ª no sábado. Apesar da eliminação no Canadá, a caçula segue absoluta na liderança do ranking, ao passo que Venus deve regressar ao top 20 na próxima semana.

A final do Premier de Montreal vai ser diante da polaca Agnieszka Radwanska, cabeça de série número 3, que superou a esquerdina russa Ekaterina Makarova em jogo equilibrado e com os parciais de 7/6 (7-1) e 7/6 (7-4), após 2h04. A norte-americana tem vantagem de cinco vitórias em oito duelos. O jogo entre as irmãs Williams começou favorável para a mais experiente das duas, que com uma quebra logo de início chegou a abrir 2/0.

Só que Serena devolveu a desvantagem no sexto jogo e deixou tudo igual. Sem novas quebras, a decisão foi para o tiebreak, em que a actual número 1 do mundo levou a melhor e saiu na frente. Assim como na parcial anterior, Venus obteve a primeira quebra do segundo set e abriu 3/0. Só que desta vez ela não permitiu a reacção de Serena, e ainda voltou a superar o serviço da irmã caçula, fechando com 6/2. A definição foi então para o terceiro set, em que a mais velha das Williams se mostrou mais consistente.

Cometendo menos erros não forçados do que Serena, que fechou o jogo com 32 contra 20 da irmã, Venus começou o set decisivo tendo um break contra. Contudo, safou-se e manteve o serviço. Mais tarde, no sexto jogo, foi a vez de Serena encarar dois break-points contra, escapando do primeiro, mas caindo no segundo. A quebra de frente foi mantida por Venus até ao final, quando concretizou o triunfo.

A vitória de Radwanska podia ter sido mais fácil, já que obteve quebra e abriu 3/1 no segundo set. Mas Makarova, que tinha ganhado os dois duelos anteriores, reagiu. As duas, no entanto, tiveram diferença brutal nos erros não forçados: enquanto a vencedora fez 14, Makarova chegou a 43.
Radwanska, quinta do ranking, ainda não conquistou títulos esta temporada, tendo feito apenas uma final, em Indian Wells, onde caiu diante da italiana Flavia Pennetta. A polaca de 25 anos vai atrás do 14º troféu da carreira.

Em Sub-14
Brasil em quarto

A equipa Correios Brasil encerrou no sábado a sua participação no ITF World Junior Tennis Finals, o Campeonato Mundial da categoria 14 anos, com a quarta colocação, ao ser superado no confronto final pela Rússia por 2 a 0. O título ficou com a Alemanha, que tinha vencido o Brasil na semifinal e bateu o Canadá na final.

O pernambucano João Reis abriu o confronto para o Brasil contra os campeões do ano passado, enfrentando o russo Nikolay Vylegzhanin, que levou a melhor, ao vencer por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-1) e 6/4, em 1h24 de partida. No segundo jogo de simples o paranaense Thiago Wild fez um duelo equilibrado com o russo Alen Avidzba, mas também acabou por perder a partida por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/6 (8-6), em 2h22.

A campanha igualou a obtida pelo Brasil em 2012, quando a equipa contava com os tenistas Orlando Luz, Antonioni Fasano e Lucas Koelle. A equipa Correios Brasil em Prostejov foi formada pelos tenistas Thiago Wild, João Reis e Igor Gimenez, além do capitão Mario Mendonça e o jogador na reserva Gilbert Klier Junior.

SUB-12  JOGAM
NO QUEBEQUE

A próxima competição por equipas do Brasil começa hoje, na Coupe Le Blanc, Campeonato Mundial de 12 anos, que acontece no Quebeque, Canadá. A equipa brasileira é formada pelos tenistas Pedro Boscardin, Natan Rodrigues, Namie Isago e Maria Fernanda Menezes, acompanhados pelo capitão José Luiz Alves. O torneio acontece de 11 a 17 de Agosto e reúne as equipas do Brasil, África do Sul, Argentina, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Indonésia, México, Portugal, Quebeque e Sérvia.

Simona Halep
com série forte


A romena Simona Halep vai abrir a sua preparação para o Open dos Estados Unidos depois da grande maioria das demais jogadoras. O seu primeiro torneio vai ser o Premier de Cincinnati, onde entra como cabeça de série número 2 e vai ter a seu lado nomes perigosos como o da russa Maria Sharapova e da checa Petra Kvitova, campeãs dos dois últimos Grand Slam.

Halep entra directamente na segunda ronda e espera pela vencedora do duelo entre a belga Kirsten Flipkens e uma outra atleta. Nos oitavos-de-final, ela pode ter pela frente a norte-americana Venus Williams, finalista em Montreal. Nos quartos, a mais provável adversária é a russa Maria Sharapova, que se estreia contra a francesa Alizé Cornet ou contra a norte-americana Madison Keys.

Caso alcance as semifinais, o obstáculo mais complicado deve ser a checa Petra Kvitova, que não deve ter moleza na primeira partida, em que apanha a vencedora do duelo entre a jovem ucraniana Elina Svitolina e a convidada da casa Lauren Davis. Além da terceira pré-classificada, também podem surgir pelo caminho a sérvia Ana Ivanovic ou a canadiana Eugenie Bouchard.

A norte-americana Serena Williams comanda a parte de cima da série e pode estrear-se contra a australiana Samantha Stosur, que curiosamente foi a sua primeira rival também em Montreal. Cabeça de série 8, a sérvia Jelena Jankovic é a mais bem cotada para apanhar Serena nos oitavos, mas outros nomes importantes podem aparecer, como a bielorrussa Victoria Azarenka e, até, o da jovem espanhola Garbiñe Muguruza, que se estreia contra uma jogadora do quali e se passar vai encontrar Jankovic na segunda ronda.